Kart: no Beto Carrero teve vitória de italiano, mas destaque foi Gaetano Di Mauro

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014



O paulista Gaetano Di Mauro veio a Penha (SC) para uma maratona de atividades: disputar as provas da Shifter e competir em dois karts nas 500 Milhas.

A jornada começou com a viagem de cerca de 600 quilômetros a partir de São Paulo, na terça-feira. Na quarta e quinta-feira foram diversas sessões de treinos livres, nos vários karts onde o piloto competiria no final de semana.

Na sexta-feira aconteceram as tomadas de tempo e uma das provas da Shifter, e no sábado a maratona de quase 12 horas alternando-se entre dois karts nas 500 Milhas, com poucas horas de descanso. Por fim, neste domingo foi realizada a segunda bateria da Shifter Kart. Ao todo foram quase de 60 horas dentro do kartódromo, cerca de 8 delas em pista.

Mas o sacrifício teve compensação. Não na prova de longa duração, as 500 Milhas, onde muitos problemas tiraram as chances de Gaetano em terminar bem a prova. O destaque foi na Shifter Kart, categoria onde o piloto é Bi-Campeão Brasileiro e Campeão do Super Kart Brasil.

Gaetano abandonou a primeira prova logo após a largada, com um problema na embreagem do kart. Em função disso, partiu para a segunda bateria da 24ª colocação, em busca de uma recuperação. Ao final da primeira volta já era nono, e veio conquistando posições até chegar a terceiro. À frente estavam Rubens Barrichello e o líder, o italiano Loris Spinelli. Barrichello resistiu algumas voltas, enquanto Di Mauro poupava pneus e estudava o melhor ponto de ultrapassagem. Restando 5 voltas Di Mauro passou o campeão da Stock Car, mas não havia mais tempo para alcançar o italiano, mesmo com o paulista sendo constantemente mais rápido.

“Foi uma corrida muito boa. Minha chance era fazer uma boa largada, me livrar do tráfego e tentar chegar nos ponteiros. Consegui fazer isso, mas quando cheguei no Rubinho tive que ter calma, pois se forçass e muito destruiria os pneus e ele me passaria novamente. Então fiquei sem tempo para alcançar o Spinelli” comentou Di Mauro.

Ao final da prova foram 22 ultrapassagens, o segundo lugar na corrida e a conquista da melhor volta, com o tempo de 49.877 segundos. “Como sempre, tenho muito o que agradecer à minha família e à equipe Quake 2, que se dedicam muito a mim. Também agradeço à Birel, que me forneceu um excelente kart, e ao Tchê pelo motor” concluiu.

Di Mauro cumpre alguns compromissos profissionais no Brasil e passará o final de ano com a família antes de retornar, no final de janeiro, à Inglaterra, para a pré-temporada da Fórmula 4 Inglesa com a equipe Petroball Racing.

Veja a classificação final da Shifter Kart no Beto Carrero:

1) 33 - LORIS SPINELLI
2) 11 - GAETANO DI MAURO
3) 111 - RUBINHO BARRICHELLO
4) 107 - BRUNO GRIGATTI
5) 32 - JORDAN LENNOX
6) 8 - WILLIAN FREIRE
7) 128 - DENNIS DIRANI
8) 85 - ENZO BORTOLETO
9) 53 - VICTOR MIRANDA
10) 88 - BETO MONTEIRO
11) 77 - GUSTAVO YACAMAN
12) 14 - MATHEUS IORIO
13) 2 - ANDRE PEDRALLI
14) 10 - DOUGLAS SOARES
15) 18 - ERIK GASPARIN
16) 317 - LEONARDO CRUZ
17) 50 - JEAN MORLO
18) 83 - BRUNO RISSETO
19) 56 - JEAN AGUIAR
20) 20 - JORGE GARCIA
21) 521 - GABRIEL REBOUÇAS
22) 102 - ALAN SYNTHES
23) 121 - BRUNNO CUNHA
24) 25 - RENATO DAVID
25) 28 - DANILO DIRANI
26) 17 - GUILHERME SALAS
27) 34 - GABRIEL DIAS

Posts Relacionados