F-Truck: Calor e freios desafiam caminhões em Goiânia

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014



Se tem um lugar onde sistemas de freio e de arrefecimento do motor são colocados em xeque, este lugar é Goiânia. Por isso, a resistência dos equipamentos pode ser fator determinante para um bom resultado na última etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, que será disputada domingo (7), no Autódromo Internacional.
 
Para a equipe Dakar MotorSport, será um teste de resistência desde os primeiros treinos. A bordo do Iveco #25, o piloto Jaidson Zini sabe que será preciso achar o ponto ideal para manter o caminhão competitivo, sem risco de quebra.
 
"Será um fim de semana de experiências, especialmente nos treinos livres. Se tomarmos por base outras provas onde a temperatura também estava alta, podemos dizer que temos um equipamento confiável para andar em Goiânia", comenta Zini.
 
E as previsões apontam para sol e temperatura superior aos 30ºC para o domingo.
 
O chefe da equipe, Carlos Paraguai, aponta que o time tem material extra para a etapa.
 
"O autódromo exige muito dos freios, e acredito que os caminhões andarão ainda mais forte após a reforma. Isso sem contar o calor. Então, temos várias peças sobressalentes para evitar problemas. Se precisar, faremos modificações", conta.

Posts Relacionados