Alonso de saída da Ferrari já negoceia com McLaren

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

O ditado que diz que "onde há fumaça há fogo" aplica-se à especulação em torno da iminente separação entre Fernando Alonso e  Ferrari. Segundo o site "autosport.com", só um milagre impedirá a rescisão do contrato que une as partes até 2016, com o piloto já envolvido em negociações com a McLaren.

A notícia refere que o acordo de rescisão deverá ser assinado nas próximas semanas, depois da situação ter ficado insustentável na sequência da reestruturação que a escuderia colocou em marcha - no âmbito da real integração da marca Ferrari no grupo FIAT, que teve como facto mais sonante a demissão do presidente Luca di Montezemolo.

Os responsáveis da escuderia Ferrari admitem agora que é irreal pensar na conquista de títulos nas próximas duas temporadas, algo impensável para Alonso, que chegou em 2010 a Maranello, de onde sairá aos 33 anos, com os mesmos dois troféus do Mundial de Pilotos (2005 e 2006).

O regresso à McLaren, onde viveu uma situação conturbada com Lewis Hamilton - e Ron Dennis - em 2007, acabando por rescindir o contrato, surge agora como a possibilidade mais forte, também por via da pressão que está a ser feita pela Honda, construtor que fornecerá motores à escuderia de Woking a partir de 2015.

No que toca à Ferrari, Kimi Räikkönen tem contrato válido para 2015. O desejado em Maranello para suceder a Alonso é Sebastian Vettel... que está "preso" à Red Bull-Renault.

As alternativas ao tetracampeão são Jules Bianchi (Marussia-Ferrari), um piloto do universo Ferrari), Nico Hülkenberg (Force India-Mercedes) e Romain Grosjean (Lotus-Renault).

Posts Relacionados