Moto 1000 GP: calendário tem datas remanejadas para segunda metade da temporada

quinta-feira, 21 de agosto de 2014



O Moto 1000 GP anunciou nesta terça-feira (19) o remanejamento das de datas ou locais da segunda metade de seu calendário. Homologado como único Campeonato Brasileiro de Motovelocidade desde 2013 e contando neste ano com o status de evento oficial da Federação Internacional de Motociclismo, o evento tem confirmada a quarta de suas oito etapas para o dia 31 de agosto, no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel (PR).

As provas da quinta etapa nas categorias GP 1000, GP 600, GP Light e GPR 250 ocorrerão no dia 21 de setembro no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). A sexta será no dia 26 de outubro no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). A sétima, no dia 23 de novembro, acontecerá no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS). Goiânia voltará a receber o Moto 1000 GP na oitava etapa, no dia 14 de dezembro.

“O remanejamento ocorreu porque existia a necessidade do Moto 1000 GP repor a etapa que teríamos em Goiânia no início do campeonato”, explica o promotor do Campeonato Brasileiro, Gilson Scudeler. “Teremos dois eventos em Goiânia. Nesse intervalo entre eles vão acontecer as etapas em Curitiba e em Santa Cruz do Sul. Antes de tudo isso virá Cascavel. Todas essas praças nos dão perspectiva de eventos de grande presença do público”, diz.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, HPN, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Posts Relacionados