Basileiro de Turismo: "O corpo está bem, mas a alta está mal", diz Castro após acidente

segunda-feira, 18 de agosto de 2014



Um acidente pôs fim às intenções de Christian Castro de conquistar em Cascavel (PR) seu primeiro pódio do Campeonato Brasileiro de Turismo. Com a batida na quinta volta da oitava etapa, neste domingo (17) no Autódromo Internacional Zilmar Beux, o piloto da Motortech Competições, que largou em 11º lugar, abandonou a disputa e a chance que apontava de conquistar seu melhor resultado de 2014 na categoria de acesso à Stock Car.

Castro era oitavo colocado e via perspectivas de ganhar posições ao longo da corrida quando perdeu o controle do carro na saída do Bacião, curva mais desafiadora do traçado. “Fui com a roda um pouquinho além da zebra, aí tentei trazer de volta, mas o carro já estava descontrolado”, descreveu Castro. O carro número 27 cruzou a pista e bateu com violência na proteção de pneus, levando a corrida a uma intervenção de seis voltas do safety car.

O primeiro atendimento a Castro foi prestado ainda na pista pela equipe médica chefiada pelo doutor Dino Altmann. “Eu estava bem, tratei de avisar via rádio o pessoal da equipe que estava tudo bem, mas os médicos preferiram me encaminhar para exames”, contou o gaúcho, que foi levado ao Hospital São Lucas, de onde foi liberado instantes depois. “O corpo está bem, mas a alma ficou mal. Fiquei chateado, porque podia conseguir um bom resultado”.

A Motortech tem sua participação no Campeonato Brasileiro de Turismo viabilizada pelo governo do Rio Grande do Sul, através do PróEsporte. Agrale, Viemar, Roal, Intral e Carhouse são empresas parceiras da iniciativa. A vitória em Cascavel foi do paulista Guilherme Salas, piloto da W2 Racing que lidera o campeonato. O gaúcho Márcio Campos, da Sicredi Racing, e o paulista Marco Cozzi, da Carlos Alves Competições, completaram o pódio.

Posts Relacionados