Moto 1000 GP: provas da terceira etapa transferidas para Brasília

quinta-feira, 3 de julho de 2014



O Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF), será a sede das corridas que vão compor, no dia 27 de julho, a terceira etapa do Moto 1000 GP. A mudança foi anunciada nesta terça-feira (1º). O calendário original do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade apontava como palco do evento o Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), reinaugurado no fim do mês de maio depois de um processo completo de reestruturação.

A Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), gestora da reforma, terá de providenciar novas intervenções na infraestrutura do autódromo. “Nós tínhamos um ofício assegurando a reserva de data para realização da terceira etapa, mas os primeiros eventos revelaram deficiências técnicas e a Agetop suspendeu as atividades no autódromo até que as obras sejam completamente efetuadas”, informa o promotor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler.

Diante da inviabilidade técnica do autódromo goiano e do risco de não haver plena condição para abrigar treinos e corridas das quatro categorias do Moto 1000 GP na data prevista, a opção foi pela transferência da etapa para Brasília, no circuito de 5.475 metros onde já aconteceram a segunda etapa de 2011 e a quarta de 2012. Goiânia mantém sede da oitava etapa do Brasileiro de Motovelocidade, que vai encerrar a temporada no dia 7 de dezembro.

“Brasília, onde já tivemos eventos duas vezes, foi a melhor alternativa à situação que se apresentou por conta da necessidade das obras em Goiânia. “Temos acompanhado as etapas do campeonato regional do Distrito Federal em boas condições, o circuito já está com o asfalto bem estabilizado depois do último recapeamento”, aponta Scudeler. “Ficamos à mercê dessa questão e a nossa opção foi por uma praça onde não há risco à realização do evento”.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN e Peterlongo.

Posts Relacionados