Lewis Hamilton conquista GP do Bahrain

segunda-feira, 7 de abril de 2014

 
O piloto britânico Lewis Hamilton venceu este domingo a segunda corrida consecutiva no Mundial de Fórmula 1, ao resistir aos ataques do alemão Nico Rosberg, colega na Mercedes, nas últimas voltas do Grande Prémio do Bahrein. A entrada do "safety car" no último terço da corrida noturna reanimou a terceira prova do Mundial de F1, permitindo a Rosberg "colar-se" ao monolugar de Hamilton, mas o líder isolado do campeonato de pilotos foi incapaz de ultrapassar o britânico, que tinha vencido há uma semana na Malásia. Rosberg, que venceu a prova inaugural, na Austrália, e tinha partido da "pole positon", tentou todas as manobras possíveis para ascender ao comando, mas esbarrou sempre na segurança do colega na Mercedes, que obteve a segunda "dobradinha" da temporada.

Os carros da marca alemã venceram as três provas já realizadas e assumem-se como os grandes dominadores do Campeonato do Mundo de 2014, quebrando a hegemonia da Red Bull e do alemão Sebastian Vettel, que terminou no sexto lugar. Hamilton, campeão mundial em 2008, ao volante de um McLaren, conquistou a 24.ª vitória da carreira na categoria rainha do desporto automóvel, igualando o registo do argentino Juan Manuel Fangio, que foi cinco vezes campeão do Mundo. O britânico, que arrancou do segundo lugar da grelha de partida, ultrapassou Rosberg logo na primeira volta e, após um período em que o alemão conseguiu acompanhar o ritmo, foi-se distanciando progressivamente, parecendo destinado a um final de prova tranquilo. As expectativas de Hamilton caíram por terra em consequência de um acidente entre o Sauber de Esteban Gutierrez e o Lotus de Pastor Maldonado, que obrigou à entrada do "safety car" e reagrupou todos os carros para a reta final da corrida. Rosberg procurou de todas as formas aproveitar o inesperado "bónus", inclusive com algumas tentativas de ultrapassagem arriscadas, mas Hamilton resistiu e conquistou 25 pontos, que lhe permitem ascender ao segundo lugar da classificação dos pilotos, a 11 do comandante. Hamilton cumpriu as 57 voltas ao circuito de Sakhir em 1:39.42,743 (média de 185,476 km/h), menos 1,085 segundos do que Rosberg, enquanto o mexicano Sergio Pérez (Force India-Mercedes) foi o melhor da "outra corrida", ao terminar no terceiro posto, a 24,067.

Pérez conseguiu segurar o último lugar do pódio, mantendo atrás de si o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), tal como fez o colega na Force India, o alemão Nico Hülkenberg, relativamente ao compatriota Vettel. A Red Bull e as restantes equipas do campeonato procurarão reduzir o atraso para a Mercedes durante as próximas duas semanas, até à realização da quarta prova do Mundial, o Grande Prémio da China, marcado para 20 de abril, no circuito de Xangai.

Posts Relacionados