Mercedes rejeita estatus de favorito

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

 
A Mercedes rejeita o estatuto de favorito, saído dos resultados obtidos na primeira sessão de testes para a temporada 2014, que teve lugar entre 28 e 31 de janeiro, no circuito espanhol de Jerez de la Frontera.

Em declarações ao "autosport.com", o diretor executivo da escuderia alemã, Toto Wolff, aconselha rivais e comentadores a olharem para o passado recente: "Com muita frequência, os chamados favoritos depois dos primeiros dias de testes não foram os favoritos quando a temporada começou ou se desenvolveu. É demasiado cedo."

"Esperávamos mais problemas do que os que tivemos com este novo conceito. Tudo parecia difícil no primeiro dia de testes, mas o carro pareceu ter boa fiabilidade. Ainda não podemos avaliar o desempenho - estamos longe do que acreditamos ser o nosso potencial. Ainda faltam algumas pequenas peças, que não estão a funcionar como queremos. Por isso, estamos cautelosamente satisfeitos e otimistas, parece que o pessoal fez um bom trabalho", acrescentou, sublinhando a importância dos próximos testes, no Bahrain (19 a 22 de fevereiro), que colocará outro tipo de desafio, devido às altas temperaturas:

"Os dados que recolhemos indicam que a refrigeração vai ser um problema. Até mesmo em Jerez, com a temperatura ambiente bastante fria, tivemos um alto nível de temperatura e desafios no aspecto da refrigeração e observámos que alguns dos nossos adversários enfrentaram dificuldades ainda maiores."

"Estou certo que o Bahrain será uma nova experiência, muito interessante em termos de níveis de refrigeração. Esse vai ser um dos principais desafios da temporada", encerrou o engenheiro austríaco.

Posts Relacionados