F-Truck: Fogaça completa trio de pilotos da DF Racing Fans

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014


Está definida a composição da DF Racing Fans para a 19ª temporada da Fórmula Truck. O próprio coordenador da equipe, Djalma Fogaça, é quem vai pilotar o terceiro caminhão Ford nas 10 corridas do Campeonato Brasileiro da categoria, quatro delas válidas também pelo Sul-Americano. A primeira etapa das duas competições será disputada no dia 16 de março em Caruaru (PE), no Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Os outros dois pilotos da equipe baseada em Sorocaba (SP) já haviam sido anunciados. O paranaense David Muffato, confirmado ainda em dezembro do ano passado, cumprirá sua primeira temporada completa na Fórmula Truck, pilotando o caminhão número 35. O mato-grossense Raijan Mascarello, que estreou na categoria na quarta etapa de 2013 como companheiro de equipe de Fogaça, segue pilotando o Ford número 71.

A inscrição do terceiro caminhão coincide com a interrupção da parceria que a equipe mantinha havia 15 anos com a Ford. “Nossa parceria com a Ford foi uma das mais duradouras do automobilismo brasileiro. Toda história tem um começo, um meio e um fim, e eu não vejo esse momento como fim, mas como meio”, filosofa Fogaça. “Ainda assim, é um complicador. Com a Ford também sai a Cummins, que nos fornecia motores, peças, tudo”.

Fogaça aponta um grande potencial de desenvolvimento dos caminhões Ford utilizados pela equipe. “A gente tem muita coisa em que dá para ir para a frente tecnicamente. Existe uma nova regra, com o fim do catalisador, a gente pode tirar um bom proveito disso. Nosso caminhão é muito bem trabalhdo, mas está muito acima do peso mínimo do regulamento, uns 500 quilos acima. Tirar esse peso, demanda muito investimento”, aponta.

Em 2013, Fogaça e Mascarello foram os pilotos da equipe. “Terminamos o ano com um caminhão muito bom. Agora vamos começar o campeonato sem o apoio da fábrica e com uma necessidade de investimento maior, tendo de aplicar o investimento na eletrônica em mais um caminhão. Vamos trabalhar nisso, já estamos trabalhando, em um ano que vai ser muito difícil para captar patrocínio, ano de Copa do Mundo”, explana o chefe de equipe.

Gerenciar a equipe estando na pista será o principal desafio de Fogaça. “Olhando pelo lado do Raijan e do David, seria melhor eu estar no box. Meu compromisso é de atenção total para eles, por isso talvez os meus resultados não sejam tão expressivos quanto no ano passado, que foi um ano muito bom, principalmente na reta final, quando liderei corrida e fiz dois pódios. O desafio vai ser administrar essa situação toda dentro da equipe”, antevê.

Fogaça estreou na Fórmula Truck em 1997, com um Volvo da equipe de Beto Napolitano. Dois anos depois, já defendendo sua própria equipe, passou a pilotar caminhões Ford. Competiu regularmente até o campeonato de 2009. Em 2010, ateve-se ao comando técnico da equipe. Voltou a participar das corridas na fase final da temporada de 2012, buscando readaptação para disputar toda a temporada de 2013, ano de seu cinquentenário.

Posts Relacionados