Ecclestone vai ser julgado por corrupção em abril

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O britânico Bernie Ecclestone, que gere os direitos comerciais da Fórmula 1, vai ser julgado por corrupção na Alemanha em finais de abril, anunciou esta quinta-feira um tribunal de Munique.

Ecclestone, de 83 anos, é acusado de ter subornado com 35 milhões de euros um ex-banqueiro alemão, Gerhard Gribkowsky, no decorrer da venda dos direitos de exploração comercial da Fórmula 1 ao fundo de investimento britânico CVC.

Gribkowsky foi encarregado em 2006 pelo banco público BayernLB, a cujo conselho de administração pertencia, de vender a participação que a instituição tinha na Fórmula 1, operação em que teve de trabalhar diretamente com Ecclestonne.

Ecclestone recebeu do banco uma comissão de 66 milhões de euros pela venda da participação à CVC, mas entregou 35 milhões de euros a Gribkowski. Gribkowski, que não declarou esta soma, foi condenado a oito anos e meio de prisão por corrupção e fraude fiscal. No decorrer do processo, Gribkowski disse que o montante tinha sido um suborno de Ecclestone.

Ecclestone negou sempre as acusações e assegura que não fez nada de ilegal. O caso do tribunal de Munique gira em torno de conseguir provar que Ecclestone sabia que Gribkowsky era empregado de banco público e que, por isso mesmo, não poderia receber comissões.

O fundo de investimento CVC comprou os direitos da F1 por 640,5 milhões de euros ao banco público bávaro Bayern LB, que os detinha após a falência do grupo de media Leo Kirch. 

Posts Relacionados