Ross Brawn deixa Mercedes no final da temporada

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Ross Brawn, diretor da Mercedes, vai deixar a escuderia no final da temporada, com o cargo que ocupava a ficar dividido entre Toto Wolff (parte executiva) e Paddy Lowe (parte técnica), sob supervisão do presidente não executivo Niki Lauda

O engenheiro inglês, de 58 anos, que esteve nos sete títulos de Michael Schumacher (dois na Benetton e cinco na Ferrari) e no de Jenson Button (Brawn GP), não chegou a um acordo quanto às fuções que poderia ficar a exercer na escuderia, após a reestrtuturação implementada.

O futuro de Brawn poderá passar pelo ingresso na Honda, que regressa em 2015 à F1, reeditado a parceria com a McLaren, ou a entrada na FIA, de acordo com notícias na comunicação social britânica.

Posts Relacionados