McLaren abre porta a Fernando Alonso

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

O diretor executivo da McLaren, Martin Whitmarsh, abriu as portas ao regresso de Fernando Alonso, numa declaração que causa espanto tendo em conta a forma como o espanhol deixou a escuderia no final de 2007.

Questionado pelo jornal britânico "Daily Mail" sobre se estaria interessado em contratar Alonso à Ferrari, Whitmarsh disparou: "Sim, claro, se pudesse."

O "se" do chefe da McLaren pode referir-se ao facto do seu antecessor, Ron Dennis, não ter esquecido o papel do espanhol em 2007 no escândalo de espionagem à Ferrari e os problemas de relacionamento com o outro piloto, Lewis Hamilton.

Dennis ainda anda por Woking, dedicado agora aos carros de série da marca, mas a sua influência sobre a escuderia, enquanto sócio do McLaren Group, é enorme.

Depois, a McLaren teria de pagar à Ferrari a multa milionária que estará inscrita no contrato do espanhol, umbicalmente ligado ao patrocínio do Santander, que lhe paga o salário anual de 30 milhões de euros.

Sobra a vontade de Alonso, que não gostou mesmo nada da Ferrari ter contratado Kimi Räikkönen para 2014.

Posts Relacionados