Moto 1000 GP: Rafael Bertagnolli vence na GP 600 em Cascavel

segunda-feira, 26 de agosto de 2013


“Para mim, foi uma vitória ter chegado aqui e disputar essa corrida”, disse Rafael Bertagnolli, vencedor da quarta etapa do Moto 1000 GP, realizada na tarde deste domingo (25), no Autódromo Zilmar Beux de Cascavel. A frase do piloto da equipe BSB Motor Racing sintetiza os problemas enfrentados por ele. “Foi difícil chegar a Cascavel, tive problemas na estrada. Na pista, a equipe trabalhou forte e merece ser lembrada nessa conquista”, disse, emocionado, na coletiva de imprensa.

Durante as 20 voltas da categoria GP 600, Bertagnolli travou uma corrida à parte com Ademilson Peixer, da Moto 3 Racing Team, que chegou em segundo, e Gustavo Cecarelli, que corre pela HPN Racing Team, terceiro no pódio. “Sei que poderia ter ido melhor, mas a corrida exigiu muito. Tivemos que manter um ritmo forte desde o começo”, comentou Peixer. “É bom ver como o campeonato está disputado, com um nível mais forte a cada etapa. Isso nos obriga a melhorar. Na próxima corrida em São Paulo, vou trabalhar para estar na ponta”, garantiu ele.

Gustavo Cecarelli agora é o décimo colocado com 25 pontos – ele que estava em 13ª posição até esta etapa. O piloto exaltou o seu terceiro lugar. “Para mim, esse resultado foi como um primeiro lugar, sem dúvidas. Méritos para a equipe, que me ajudou bastante. Agradeço também ao Bertagnolli e ao Peixer por uma disputa justa e limpa”, finalizou. 


Confira a classificação final da corrida deste domingo (25), no Autódromo Zilmar Beux em Cascavel, válida pela quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade:

1º) Rafael Bertagnolli (RS/BSB Motor Racing), Kawasaki, 22mins57s640
2º) Ademilson Peixer (PR/Moto 3 Racing Team), Kawasaki, 0s927
3º) Gustavo Ceccarelli (SP/HPN Racing Team), Kawasaki, 1s113
4º) Sérgio Fasci (ARG/MG Bikes Yamaha Racing), Yamaha, 8s745
5º) Alex Pires (RJ/Center Moto Racing Team), Kawasaki, 43s860
6º) Eduardo Costa Neto (SP/Mobil Rush Racing), Kawasaki, 43s958
7º) Sergio Laurentys (BA/Tato Racing), Kawasaki, 49s255
8º) Manuel Jimenez (PR/Grinjets SBK Racing), Kawasaki, a 1 volta
9º) Marciano Santin (RS/Santin Racing), Honda, não completou
10º) André Veríssimo (SP/Motrix Scigliano Racing), Kawasaki, não completou
11º) Ígor Érnica (PR/Motrix Scigliano Racing), Yamaha, não completou
12º) Nicolas Tortone (ARG/MG Bikes Yamaha Racing), Yamaha, não completou

CAMPEONATO

1º) Rafael Bertagnolli (RS/BSB Motor Racing), Kawasaki, 76 pontos
2º) Ademilson Peixer (PR/Moto 3 Racing Team), Kawasaki, 63 pontos
3º) Manuel Jimenez (PR/Grinjets SBK Racing), Kawasaki, 46 pontos
4º) Eduardo Costa Neto (SP/Mobil Rush Racing), Kawasaki, 44 pontos
5º) Sergio Laurentys (BA/Tato Racing), Kawasaki, 44 pontos

A próxima etapa do Moto 1000 GP, a quinta de oito do ano, será em São Paulo, no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, no dia 22 de setembro. Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece seus pneus de competição a todas as equipes. O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem o apoio de Beta Ferramentas, BMW Serviços Financeiros, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN, Denko e Peterlongo.

Posts Relacionados