F-Abarth Lukas Moraes tem a melhor média de pontos entre brasilei ros estreantes

sexta-feira, 2 de agosto de 2013


Após concluída a primeira metade da temporada 2013 da Fórmula Abarth é chegada a hora de avaliar os resultados do piloto Lukas Moraes, o único brasileiro na competição neste ano.

Quarto colocado entre os 14 pilotos da categoria e vice-líder na classificação de estreantes, tendo pontuado em todas as nove baterias realizadas e conquistado uma vitória e outros dois pódios, Moraes tem sido um dos destaques da competição.

“Está sensacional esse começo de temporada. Embora eu tenha passado por dificuldades na primeira prova, nos acertamos em Adria, venci uma corrida e fui ao pódio em outra. E conquistei mais um pódio em Mugello, na etapa passada, onde não tínhamos um acerto bom e eu não conhecia a pista, então chegar ao pódio foi excelente” avalia o paulista de 17 anos.

O desempenho do piloto é ainda mais significativo se contextualizado junto a fatores como experiência do piloto, testes de pré-temporada e tempo de pista das equipes. Dos três pilotos que estão à frente do brasileiro na competição, Michele Beretta e Simone Iaquinta já competiram na categoria anteriormente.

Apenas o líder Alessio Rovera é novato como Moraes, mas completou boa quilometragem de pré-temporada nas pistas do campeonato, enquanto Lukas realizou apenas dois treinos em Adria, não coincidentemente a pista onde conquistou sua primeira vitória na categoria.

Outro fator importante é a experiência da equipe. Correndo sozinho em uma pequena equipe que não participa do campeonato desde 2010, quando realizou apenas parte da temporada, Lukas não tem referências de um companheiro de equipe, tampouco dados de telemetria e setup para as pistas, o que dificulta bastante o acerto do carro.

Paulista supera os antecessores em média de pontuação

Todas as dificuldades não estão impedindo uma boa temporada de estreia de Moraes no campeonato, e os números mostram isso claramente, já que Lukas tem a melhor média de pontuação entre os seis brasileiros que o antecederam na categoria.

Computadas as pontuações das nove primeiras corridas do ano, Moraes tem a marca de 8,78 pontos por prova. As nove primeiras provas de Nicolas Costa, em 2011, resultaram em uma média de 6,33 pontos, enquanto o mesmo número de provas de Bruno Bonifácio, entre o final de 2011 e o começo de 2012, deram ao piloto a média de 5,78 pontos e Victor Guerin, em 2010, marcou 4,56 pontos.

Além deles André Negrão participou de quatro provas em 2010, com média de 6,25 pontos, Antonio Furlan fez 1,5 pontos nas provas iniciais de 2012 e Victor Franzoni, em apenas duas provas disputadas, também obteve média de 1,5 pontos.

Em que se pese a diferença do número de competidores nas temporadas anteriores da F-Abarth (média de 33 em 2010, 19 em 2011, 12 em 2012 e 14 em 2013), Lukas tem a seu favor na comparação a falta de experiência em monopostos, já que realizou apenas dois treinos antes do início da temporada, enquanto os demais pilotos brasileiros - à exceção de Franzoni e Furlan - já tinham vasta experiência em carros de corrida.

Expectativas para a segunda metade do campeonato

“A segunda fase vai ser melhor ainda! Já treinei em Misano, onde acontecerá a quinta etapa da competição, vou conhecer Imola antes da quarta etapa, e Monza é uma pista mais fácil. Não poderei treinar lá, mas acredito que não terei dificuldades” prevê o piloto.

“A equipe também está achando acertos melhores para o carro a cada corrida, e estou certo que ele estará bom nas próximas etapas. Acredito que temos chances de pódios em todas as corridas daqui para a frente” conclui.

A F-Abarth terá as próximas três etapas disputadas nos dias 31 de agosto e 1 de setembro (Ímola), 21 e 22 de setembro (Misano) e 19 e 20 de outubro (Monza).

Posts Relacionados