Mercedes

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Disputado no último domingo (7) no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo (SP), o GP Crystal valeu como quinta das dez etapas que compõem o Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. Com a disputa ainda em aberto, os pilotos e as equipes da categoria passam a fazer seus cálculos considerando a disputa do Campeonato Sul-Americano, que teve nesta corrida em Interlagos a terceira de suas quatro etapas.

A classificação final do Sul-Americano de Fórmula Truck será conhecida no dia 8 de setembro, na sétima corrida do ano, que será disputada na pista de Córdoba, na província argentina de Alta Gracia – antes disso, a categoria terá a sexta prova do calendário em Cascavel (PR), válida apenas pelo Brasileiro. O GP Crystal, em Interlagos, acabou acirrando a disputa pelo título de Marcas do Campeonato Sul-Americano.

A Iveco teve três pilotos no pódio de Interlagos. O pernambucano Beto Monteiro levou o caminhão número 88 da Scuderia Iveco à vitória, dividindo o pódio com o paulista Valmir “Hisgué” Benavides, seu companheiro de equipe. A marca também conquistou o terceiro lugar na etapa paulista com o italiano Alex Caffi, da Dakarmotors, que cumpria sua terceira corrida na Fórmula Truck. Com o resultado, a Iveco somou mais 56 pontos.

Cada montadora acumula os pontos de seus três pilotos de melhores posições no resultado de cada corrida, sem cômputo dos pontos de bonificação atribuído no campeonato de pilotos por pole, melhor volta e posição na prova durante a intervenção programada do Pace Truck. A Mercedes-Benz, líder, fez 10 pontos pelo sexto lugar do paranaense Wellington Cirino, da ABF Santos Desenvolvimento, na classificação final.

A Mercedes-Benz obteve pontuação máxima na primeira etapa do Sul-Americano, disputada na pista gaúcha de Tarumã no dia 10 de março. Cirino foi o vencedor daquela corrida, com seu companheiro de equipe, o brasiliense Geraldo Piquet, na segunda posição. Paulo Salustiano, da ABF Racing Team, garantiu para a marca os pontos do terceiro lugar na etapa gaúcha, que abriu o calendário de 2013 da Fórmula Truck.

A terceira corrida do ano, no circuito pernambucano de Caruaru, valeu como segunda etapa do Sul-Americano. A Mercedes-Benz obteve mais uma dobradinha, com vitória do gaúcho Régis Boessio, da ABF Desenvolvimento Team, e segundo lugar de Salustiano. A montadora também pontuou em 13º lugar, com Cirino. Com cada marca podendo somar 62 pontos por corrida, são três as que seguem na disputa pelo título continental.

Na corrida de 8 de setembro, que vai marcar a segunda apresentação da Fórmula Truck no Autódromo Oscar Cabalén, em Córdoba, a decisão da competição entre as marcas no Sul-Americano vai confrontar a Mercedes-Benz, que soma 119 pontos, a Iveco, que chegou a 96, e a MAN-Volkswagen, já com chances reduzidas, com 61. Scania, com 44, Volvo, com 37, e Ford, com 25, completam a classificação do campeonato.

SEIS PILOTOS NA DISPUTA
A disputa de aqui a dois meses na Argentina apontará, também, o piloto campeão do Sul-Americano. Seis competidores mantêm chances de título, já que o máximo possível em uma etapa é a conquista de 32 pontos – um pela pole-position, um pela volta mais rápida na corrida, cinco pela liderança no momento da intervenção programada do Pace Truck, a um terço da corrida, e os 25 atribuídos ao vencedor de cada corrida.

O paranaense Leandro Totti, da RM Competições-MAN Latin America, foi o segundo colocado na prova deste domingo em Interlagos e lidera o Sul-Americano com 59 pontos. Wellington Cirino, agora na vice-liderança, soma 48. Também mantêm chances de título Régis Boessio e Beto Monteiro, empatados em terceiro lugar com 43, Paulo Salustiano, quinto com 41, e Valmir Benavides, sexto na tabela de classificação com 38 pontos.

Posts Relacionados