Moto 1000 GP: disputa ponto a ponto pela liderança da GPR 250

sexta-feira, 28 de junho de 2013


O desempenho dos jovens pilotos tem causado boa impressão a quem acompanhou as três primeiras corridas do Moto 1000 GP na categoria GPR 250. Na primeira etapa, realizada no dia 21 de abril no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, o que se viu foi uma vitória tranquila de Ígor Calura, piloto da moto número 25 da equipe Mototech. Na segunda etapa, disputada no dia 26 de maio em Pinhais (PR), e na terceira, que levou a competição de volta ao circuito de São Paulo (SP) no último domingo (23), foi Sabrina Paiuta, da Mobil Rush Team, quem subiu ao lugar mais alto do pódio. A disputa na pista e na tabela de classificação conta, ainda, com Meikon Kawakami, que com apenas 11 anos de idade – o mais jovem piloto a integrar o grid no Moto 1000 GP – tem colocado o time da Alex Barros Racing no pódio.

Interlagos, no último fim de semana, teve os três pilotos revezando a primeira colocação durante as nove voltas da prova, mas foi Sabrina a primeira a receber a bandeira quadriculada. “Acho que a disputa deve ficar mesmo entre nós três até o fim do campeonato, mas tem gente que vem evoluindo”, relata a piloto, lembrando que Pedro Sampaio se coloca como um adversário que tem acompanhado de perto a disputa do trio na pista. “A meta sempre é pontuar, claro. Penso que é isso que poderá definir o campeão da categoria”, projeta Sabrina, que não pontuou em Curitiba – por isso, ela observa especial cuidado para evitar outro resultado ruim, devido ao descarte no final do ano. “Não posso mais errar” lembra.

Em termos de pontuação, contudo, é justamente a regularidade que dá a liderança a Calura. Ele soma 67 pontos, 17 pontos à frente da piloto número 88 da Kawasaki. “Ela, assim como o Kawakami, são duros de serem vencidos. Minha moto ainda apresenta algumas coisas que podem ser ajustadas, mas estamos trabalhando para ficar na frente, mesmo sabendo que não será fácil”, manifesta Ígor, referindo-se às duas últimas vitórias de Sabrina. Depois da vitória em Interlagos, Calura foi terceiro na etapa paranaense disputada no Autódromo Internacional de Curitiba e retornou ao pódio na volta da categoria ao traçado paulista, desta vez na segunda colocação. “Para mim, o campeonato vai ficar centralizado entre os três primeiros mesmo”, sintetiza.

Kawakami foi oitavo colocado na primeira etapa, segundo em Pinhais e terceiro em Interlagos. Ela ainda fala pouco nas coletivas de imprensa realizadas após a cerimônia de pódio, mas aos poucos vem mostrando desenvoltura maior e revela que quer mais. “Minha moto está boa. Em São Paulo é legal correr, e tem as outras pistas que não conheço muito bem, mas quero sempre estar no pódio e poder disputar a liderança”, finaliza. A próxima etapa do Moto 1000 GP, a quarta do calendário, que tem a GPR 250 como o “celeiro” de novos talentos para a motovelocidade nacional no Moto 1000 GP, acontecerá no dia 28 de julho no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF).

Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece os pneus Power Slick, da GP 1000, e Power Cup, da GP Light, da GP 600 e da GPR 250, a todas as equipes. O campeonato tem o apoio de Beta Ferramentas, Shoei, LeoVince, Bell, Servitec, Calfin, Tutto Moto e Peterlongo.

A classificação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade da categoria GPR 250, após três etapas, é a seguinte:

1º) Ígor Calura (SP/Mototech), Honda, 67
2º) Sabrina Paiuta (SP/Mobil Rush Team), Kawasaki, 50
3º) Meikon Kawakami (SP/Alex Barros Racing), Honda, 44
4º) Pedro Sampaio (RS/Fábio Loko), Honda, 37
5º) Herbert Pereira (RS/Fábio Loko), Kawasaki, 27
6º) Júlio Castroviejo (SP/Sarachú Racing Team), Kawasaki, 24
6º) Fabiano Vaz (RS/RPM Competições), Honda, 24
8º) Ton Kawakami (SP/Alex Barros Racing), Honda, 23
9º) Luiz Gustavo Pavoni (SP/Irmãos Pavoni Lima), Kawasaki, 20
10º) Leandro Lionese (SP/Santo Racing), Honda, 19
11º) Cleber Parrado (SP/Procomps Racing Team), Kawasaki, 17
12º) Maycon Benassi (PR/Team Fuel Racing-Mormaii), Kawasaki, 13
13º) Rubens Pacheco (SP/Rodas Mil Competição), Honda, 11
13º) Claudinei Costa Silva (SP/Equipe Silva), Kawasaki, 11
15º) Suel Dirluiz (PR/Suel Racing), Honda, 8

Posts Relacionados