Sprint Race: Di Mauro quebra, Salas vence, e dupla assume liderança

quarta-feira, 15 de maio de 2013


A dupla Gaetano Di Mauro e Guilherme Salas, que estrearam este ano na Sprint Race, categoria promovida pelo piloto Thiago Marques, subiram ao topo da tabela de classificação após a rodada dupla neste final de semana, em Curitiba.

Mas o sábado não começou bem para os pilotos. Com problemas de superaquecimento no motor do carro de número 74, os dois treinos livres realizados no dia não foram muito produtivos e os tempos foram suficientes apena para posicionarem-se no meio do pelotão.

Aliado a isso, Di Mauro ainda adaptava-se ao traçado do Autódromo Internacional de Curitiba, onde nunca havia competido. Salas já disputara provas no local, pela extinta Fórmula Futuro, mas ambos carregavam um lastro de 30 quilos adicionais por ocuparem a segunda posição na tabela de pontuação após a primeira rodada dupla, realizada em Tarumã (RS), o que prejudicava o desempenho principalmente nas retomadas de velocidade.

Em função do problema no motor a equipe técnica responsável pela manutenção de todos os carros da categoria resolveu substituí-lo na noite de sábado, e a expectativa dos pilotos renovou-se para as tomadas de tempos e corridas de domingo (12).

No dia seguinte os pilotos foram à pista e marcaram o quarto e quinto tempos (Di Mauro e Salas, respectivamente) para as provas que se seguiriam. “Esse motor é melhor, mas o lastro faz diferença” comentou Gaetano.

A primeira bateria teve Gaetano ao volante, mas o piloto teve que largar dos boxes em função do carro ainda não estar pronto no momento do alinhamento no grid. “Saí atrasado e o box fechou quando eu estava fazendo a passagem pelo pitlane. Foi muito azar, e sabia que teria que fazer uma prova de recuperação” lamentou.

A recuperação realmente aconteceu. Após largar da imobilidade enquanto o pelotão fez a largada em movimento, Gaetano ficou cerca de 10 segundos atrás do grupo. Na volta seguinte já fez a primeira ultrapassagem e pouco depois uma intervenção do carro de segurança agrupou o pelotão.

Em uma excelente relargada o piloto ganhou duas posições e mais algumas nas voltas seguintes, até que o motor novamente o deixou na mão. Com a quebra vazou óleo no cano de escapamento e houve um princípio de incêndio, que levou o piloto a acionar o extintor do carro e sair rapidamente. “Foi um susto, a reação foi encostar, desligar tudo, acionar o extintor e sair rápido. Mas não houve maiores problemas, está tudo bem” comentou aliviado. [Veja o vídeo do momento da quebra do motor em http://www.youtube.com/watch?v=km9eTThvHPk]

Após nova troca de motores foi a vez de Salas assumir o volante para a segunda bateria, realizada poucas horas mais tarde. O piloto de Jundiaí não sabia o que esperar do novo propulsor, mas teve uma boa surpresa quando percebeu o bom rendimento do equipamento, já na volta de aquecimento. “Parecia bom desde o começo, então me concentrei para fazer uma boa largada e ganhar posições” disse Guilherme.

Na largada o piloto já ganhou duas posições, passando a terceiro, encostado nos líderes. E já na abertura da volta seguinte, com uma dupla ultrapassagem ao final da reta dos boxes, Salas assumiu a liderança. [Veja o vídeo da sensacional primeira volta de Guilherme Salas em http://www.youtube.com/watch?v=V6lEsAaObV0]

Com o bom rendimento do carro, mantendo um ritmo forte durante toda a prova e contando com as brigas entre os demais concorrentes pela segunda posição, que os fizeram perder tempo, Salas concluiu a prova com mais de 20 segundos de vantagem sobre Gustavo Frigotto, o segundo colocado.“Estou muito contente com a minha primeira vitória na Sprint Race. O final de semana começou complicado, mas terminou perfeito para mim” comemorou.

A dupla Di Mauro / Salas ocupa agora a primeira colocação no campeonato, após 4 das 16 etapas previstas. O próximo desafio será em Londrina, no dia 9 de junho.

Posts Relacionados