Pirelli volta a mexer nos pneus e admite erros

quarta-feira, 15 de maio de 2013


A Pirelli vai introduzir alterações nos pneus que produz para o Mundial de F1 a partir do GP do Canadá, que tem lugar a 9 de junho, de forma a impedir a degradação rápida, como sucedeu na corrida de domingo, em Espanha.

O construtor italiano vai recuperar algumas das caraterísticas dos pneumáticos que produziu em 2011 e 2012, mas nega que esteja a reagir a uma exigência da Red Bull-Renault, que se queixa de ter sido prejudicada em Barcelona, onde as escuderia tiveram de fazer quatro "pit-stops".

Paul Hembery, diretor desportivo da Pirelli [na foto], explicou a decisão em declarações ao "autosport.com", admitindo que "os carros têm vindo a passar todos os limites. E nós, provavelmente, subestimámos a performance."

"Não podemos testar com os carros atuais e só temos acesso a um modelo de 2010 da Renault, que é entre quatro a cinco segundos mais lento do que os carros atuais. Assim, o que aconteceu resulta de uma combinação de fatores", acrescentou, lamentando:

"Não queríamos fazer mudanças drásticas, e não queremos penalizar as equipas que direcionaram os seus projetos no sentido de pouparem os pneus, mas tínhamos de fazer alguma coisa."

Posts Relacionados