Alan Jones: "Webber deve tratar Vettel como inimigo"

segunda-feira, 6 de maio de 2013


A relação entre Mark Webber e Sebastian Vettel na Red Bull-Renault continua a animar o panorama dos desportos motorizados. Ao tema, já de si rico, são acrescentados, quase diariamente, opiniões e comentários, como este de Alan Jones que aconcelhou o compatriota a tratar o alemão como inimigo.

Jones, último piloto australiano a conquistar o título na F1, pela Williams, em 1980 - Jack Brabham foi o outro, somando três -, vai ser o comissário convidado da FIA em Barcelona, no GP de Espanha, quinta ronda da temporada 2013, no próximo fim-de-semana.

"O Sebastian já mostrou que é uma pessoa na qual não se pode confiar, por isso, a partir de agora, o Mark deve vê-lo apenas como mais um inimigo", disse Jones, antes de comentar o ocorrido no GP da Malásia, quando Vettel desrespeitou ordens de equipa e ultrapassou Webber:

"Se ele não gostava do que estava a acontecer, então talvez não devesse ter assinado o contrato com a Red Bull."

Jones revelou depois como resolveu uma divergência parecida, com Carlos Reutemann, em 1981, no GP do Brasil, quando argentino ignorou as ordens da Williams para deixar o australiano vencer:

"No final da corrida, ele veio ter comigo, dizendo que queria enterrar o machado de guerra e eu disse-lhe, 'tudo bem, vou enterrar o machado nas tuas costas'."

Posts Relacionados