Sebastian Vettel: "Nunca tive ajuda de Webber"

sexta-feira, 12 de abril de 2013

 
O plano de contenção de danos da Red Bull-Renault (RBR) para a polémica entre os seus pilotos no GP da Malásia sofreu um duro golpe nesta quinta-feira quando, à porta da "motorhome" da equipa no circuito de Xangai (China), Sebastian Vettel assumiu a rotura com Mark Webber de forma contundente.

"Nunca tive ajuda de Mark [Mark Webber]. No passado, por mais uma vez, ele podia ter ajudado a equipa e não o fez", disse o alemão tricampeão do Mundo que, em Sepang, ignorou as ordens de equipa e ultrapassou o australiano, vencendo no segundo GP da temporada.

Vettel, em declarações antes do GP da China (entre sexta-feira e domingo), frisou mesmo que agiria da mesma forma mesmo que tivesse compreendido a ordem da escuderia:

"Estava a rodar mais rápido, os meus pneus encontravam-se em melhor estado e o consumo de gasolina era menor. Não estou certo sobre o que faria, pois isso iria originar um conflito dentro de mim entre aquilo que a equipa pretendia e o que Mark merecia... provavelmente faria o mesmo."

"Não acho que tenha feito nada de mal. Não me considero um pessoa má. Pedi desculpa à equipa, que foi importante para deixar as coisas claras, mas não a Mark", acrescentou, revelando ainda:

"Já expliquei as razões por que agi daquela forma. Se acreditam em mim ou não, já é outra história. Podem dizer que, indiretamente, estou a retribuir a falta de ajuda que tive de Mark. Mas isso não importa. Disse a verdade. E a verdade nem sempre é o que as pessoas querem ouvir, pois a controvérsia ajuda-as e a verdade não."

Posts Relacionados