Moto 1000 GP: Ducati terá equipe com apoio oficial de fábrica na temporada 2013

quinta-feira, 11 de abril de 2013


A tradicional marca italiana de motos Ducati terá uma equipe com apoio oficial de fábrica na temporada 2013 do Moto 1000 GP. Carlos Ludman, da Team SBK Ducati Perfect Motors será o chefe de equipe. Na pista, o brasileiro Diego Petrel e o italiano Sebastiano Zerbo conduzirão o modelo Ducati Panigale 1199 na categoria principal, a GP 1000. A competição, que tem status de Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, é organizada por Gilson Scudeler e terá início no dia 21 de abril, no autódromo de Interlagos em São Paulo, com o GP Petrobras.

O fato de ser homologado como Campeonato Brasileiro juntamente o com o regulamento do Moto 1000 GP motivam a chegada da Ducati no evento, informa Carlos Ludman. “Essa condição de campeonato oficial da confederação, aliado ao regulamento que se baseia no da Federação Internacional de Motociclismo e a esportividade do evento, agradam a Ducati”. Ludman discorre também sobre a ideia de aprendizado que busca no Moto 1000 GP. “Queremos entender melhor as reações da moto no Brasil. Aqui, gasolina, temperatura e umidade, por exemplo, são diferentes da Europa. O Moto 1000 GP vai nos permitir compreender melhor essas diferenças, que vamos passar à fábrica”.

Zerbo brinca num primeiro momento ao falar da expectativa para a temporada, dizendo que tudo é novo para ele: “É muito importante, é como começar do zero, com moto nova, campeonato novo e país novo também” compara ele, se dizendo entusiasmado com tudo. Já em relação aos resultados o italiano é mais ponderado. “Preciso me organizar, entender a moto, conhecer os adversários. Mas é óbvio que como qualquer piloto penso também em vencer”, finaliza. Diego Pretel admite que não se sabe ainda o potencial da moto, mas se diz tranquilo. “De minha parte vou dar muito mais que o possível para acertar a moto. Tenho certeza que depois de encontrar o acerto, a Ducati vai ser bem competitiva. Trabalho com a ideia de futuramente ser campeão com a marca”, espera.

No evento, a Ducati vai se igualar à também equipe com apoio oficial, no caso da BMW, a Alex Barros Racing, campeã em 2012, nas categorias GP Light, com Lucas Barros, e na GP 1000, com o argentino Luciano Ribodino. “É importante a chegada de mais marcas fortes. Vai fomentar o evento, despertar mais interesse nas corridas. E são equipes de ponta que devem disputar o título na concorrida GP 1000. Pilotos e equipes só tem a ganhar com a vinda da Ducati”, avalia o promotor do campeonato, Gilson Scudeler.

Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece os pneus Power Slick, da GP 1000, e Power Cup, da GP Light, da GP 600 e da GPR 250, a todas as equipes. O campeonato tem o apoio de Beta Ferramentas, Shoei, Bell, Servitec, Calfin, Tutto Moto e Öhlins.


Calendário
1º) Etapa: 21/04 – GP Petrobras/ Interlagos-SP
2º) Etapa: 26/05 – Curitiba- Pr
3º) Etapa: 23/06 – Interlagos-SP
4º) Etapa: 28/07 – Brasília-DF
5º) Etapa: 25/08 – Cascavel –PR
6º) Etapa: 22/09 – Interlagos-SP
7º) Etapa: 20/10 – Santa Cruz do Sul-RS
8º) Etapa: 17/11 - Goiânia-GO

Posts Relacionados