Moto 1000 GP: dois continentes no pódio da GP 600

terça-feira, 23 de abril de 2013


O resultado final da categoria GP 600 teve três países de dois continentes no pódio da primeira etapa realizada neste domingo (20) no Autódromo de Interlagos. O GP Petrobras garantiu os primeiros pontos no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

Sérgio Fasci, argentino da equipe MG Bikes Yamaha Racing foi o vencedor, seguido do brasileiro André Veríssimo (Motrix Sigliano Racing) e do espanhol Manuel Jimenez (Grinjets SBK Bikes).

A corrida foi intensa, com disputa acirrada desde a primeira volta. André Veríssimo, pole position, acabou perdendo posições na largada, e teve que fazer uma prova de recuperação. Sérgio Fasci e Manuel Jimenez, segundo e terceiro colocado no grid, respectivamente, aproveitaram a oportunidade para manter um ritmo forte na ponta. No pelotão intermediário, Sérgio Laurentys (Tato Racing), Marciano Santin (Santin Racing) e Ademilson Peixer (Moto 3 Racing Team) faziam uma intensa briga por posições. No final, Veríssimo se recuperou a tempo de chegar à frente do espanhol Manuel Jimenez garantindo o segundo lugar.

Na coletiva de imprensa, realizada após a corrida, Sérgio Fasci ressaltou a felicidade de participar do Campeonato Brasileiro. “Estou muito feliz em correr no Brasil. Busquei, durante a prova, manter o ritmo. Fiz o que tinha pensado em fazer para esta etapa e fui muito feliz”, disse. Quanto a participar de uma competição como Campeonato Brasileiro, o argentino frisou que isso é importante para a sua carreira. “O Brasil vem crescendo na qualidade técnica, com pilotos que tem andado forte. Isso motiva a querer sempre melhorar”, explicou.

Representando o Brasil, André Veríssimo ainda não atingiu seu objetivo, que é vencer em Interlagos. “Falei que a vitória aqui em São Paulo estava engasgada, mas fiquei bastante satisfeito com a corrida de hoje. Ainda teremos mais duas corridas nesse autódromo e eu não vou desistir de chegar em primeiro”, garantiu Veríssimo. “Eu particularmente fico contente em ter pilotos de nível internacional alinhando ao meu lado no grid. A gente aprende muito com esses caras”. 

Para o espanhol Manuel Jimenez, o resultado foi Além do esperado. “Tivemos problemas na moto, mas concentrei em garantir uma boa colocação. É importante manter o ritmo e pontuar em todas as etapas”, salientou.

Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece os pneus Power Slick, da GP 1000, e Power Cup, da GP Light, da GP 600 e da GPR 250, a todas as equipes. O campeonato tem o apoio de Beta Ferramentas, Shoei, Bell, Servitec, Calfin, LeoVince e Tutto Moto.

A próxima etapa do Moto 1000 GP acontecerá no Autódromo de Curitiba, no dia 26 de maio.

O resultado final da GP 600, realizada neste domingo (20) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, foi o seguinte:
1°) Sergio Fasci, 21mins40s550
2°) André Veríssimo, a 6s100
3°) Manuel Jimenez, a 7s568
4°) Sérgio Laurentys, a 24s031
5°) Marciano Santin, a 31s775
6°) Ademilson Peixer, a 32s879
7°) Marcus Trotta, a 39s187
8°) Dudu Costa, a 39s353
9°) Ives Moraes, a 46s872
10°) Alex Pires, a 1min15s778
11°) Gilvan Zeferino, a 1min27s481
12°) Cesar Almeida, a 1min43s725
13°) Raoni Farfan, a 1 volta
14°) Fernando Lira, a 1 volta
15°) Marcos Venicius, a 1 volta
16°) Cayto Trivellato, não completou
17°) Edson Fibla, não completou
18°) Rodrigo Souza, não completou
19°) Walter Pimentel, não completou
20°) Rafael Bertagnolli, não completou
20°) Igor Érnica, não completou

Posts Relacionados