Alonso: "Não me arrependo de qualquer decisão"

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Fernando Alonso publicou, ontem, a segunda parte de uma entrevista feita pelos seus fãs no Twitter, onde abordou temas menos ligados ao desporto. O piloto espanhol da Ferrari fez, no entanto, algumas “incursões” pela carreira, não escondendo o orgulho pelo percurso de sucesso. “Não me arrependo de qualquer decisão. No momento em que tive de tomar essas decisões, foram as mais acertadas”, argumentou.

O vencedor do último Grande Prémio, na China, respondeu também a uma pergunta sobre Lewis Hamilton, com quem manteve uma convivência pouca pacífica em 2007, quando formaram equipa na McLaren. O asturiano garante, no entanto, que a relação com o piloto britânico “foi sempre de respeito e cordialidade”.

Fora do círculo da F1, o espanhol de 31 anos não esconde a paixão pelo basquetebol, principalmente pela Liga norte-americana. “Adoro a NBA e passo muitas noites acordado a ver jogos”, admite, elegendo os Los Angeles Lakers como “equipa favorita”. O campeão do Mundo de F1 em 2005 e 2006 destaca ainda a importância da família – “empenho-me totalmente no trabalho, mas a família é a prioridade, está sempre no topo”, frisa – e diz que “as melhores memórias são do tempo da escola”.

Espírito

Com o aproximar do GP Bahrain (disputa-se no domingo), aumentam também os protestos por parte da oposição xiita, que aproveita o mediatismo da F1 para fazer ouvir a sua voz.

Já entre os pilotos, a tensão é mais pacífica. Sebastian Vettel, vencedor no circuito de Sakhir em 2012, lidera o Mundial, mas Alonso surge com ambição reforçada, após o triunfo na China. E o diretor executivo da Ferrari, Stefano Domenicalli, acredita em novo sucesso: “Temos de trabalhar no máximo e manter o espírito demonstrado em Xangai.”

Posts Relacionados