Tempos do 6° dia em Barcelona

segunda-feira, 4 de março de 2013


Nenhum piloto gosta de ficar em último, mesmo em um teste que não vale pontos, nem define classificação. Mas o bicampeão Fernando Alonso, da Ferrari, teve que amargar a lanterna neste antepenúltimo dia da pré-temporada da Fórmula 1, em Barcelona, Espanha. E não foi por problemas mecânicos, muito pelo contrário. Na parte da tarde, com a pista mais seca do que de manhã, o espanhol preferiu fazer simulações de corrida e foi o segundo que mais andou (102 voltas), enquanto a maioria dos rivais treinou voltas rápidas. O resultado? Ficou em último, com 1m27s878, mais de 5s mais lento que o líder do dia, o francês Romain Grosjean, da Lotus, que marcou 1m22s716. Na parte da manhã, seu rival Sebastian Vettel (RBR), quarto mais rápido do dia, havia ficado em penúltimo após passear na brita. Alonso minimizou o resultado e mostrou otimismo:

- Foi um dia muito bom, em que cumprimos todo o programa. A equipe está satisfeita. Jornada super positiva. O carro melhorou 200% em relação a ano passado - garantiu o espanhol.

GALERIA DE FOTOS: Os carros da Fórmula 1 vistos de cima

Outro que também optou por simulação de corrida e ficou lá atrás foi Nico Rosberg. O alemão deu 120 voltas e terminou em penúltimo com a Mercedes: 1m26s655. A presença de Alonso e Nico na “rabeira” fez a alegria de pilotos das equipes “nanicas” Marussia e Caterham, que puderam se vangloriar de terminar o dia na frente de grandes equipes: oitavo, com Max Chilton, e nono, com Giedo van der Garde, respectivamente.

Grosjean desbanca Button

De pneus macios, Grosjean desbancou o tempo anotado por Jenson Button, mais veloz da parte da manhã. O britânico da McLaren chegou a melhorar sua volta para 1m23s181 e ficou em segundo, seguido por Pastor Maldonado (Williams), Sebastian Vettel (RBR) e Nico Hulkenberg (Sauber). A chuva que prejudicou as condições da pista na manhã só deu as caras a 30 minutos do fim, dando tempo suficiente para pilotos e equipes fazerem voltas rápidas e experimentarem ajustes em seus carros. Foram duas bandeiras vermelhas nesta tarde, ambas nos minutos finais. A primeira foi provocada por Van der Garde, com problemas mecânicos em sua Caterham, e a segunda por Maldonado, sem combustível, forçando o término da atividade quatro minutos antes do previsto. Os pilotos voltam à pista neste sábado para o penúltimo dia de testes. A temporada começa com o GP da Austrália, de 15 a 17 de março.

Romain Grosjean Lotus RBR testes Barcelona (Foto: Agência EFE)Romain Grosjean desbancou Jenson Button e fechou o dia na frente em Barcelona (Foto: EFE)
Sexta-feira sem brasileiros na pista

Nesta sexta-feira, os brasileiros não entram em ação. Felipe Massa participou da atividade de quinta e retorna ao carro da Ferrari no sábado. Já Luiz Razia vive situação complicada na Marussia. O baiano segue ausente dos testes porque um dos patrocinadores que ele levou à equipe – uma empresa suíça de cosméticos – ainda não fez o pagamento de uma das parcelas ao time na data combinada. Pelo twitter, o vice-campeão da GP2 disse estar fazendo de tudo para continuar na equipe:

- Olá pessoal, pode parecer clichê, mas estou fazendo absolutamente o possível para resolver a situação que todos estão sabendo - escreveu Razia.

Confira os melhores tempos da sexta-feira de testes em Barcelona:

1 – Romain Grosjean (FRA/Lotus) – 1m22s716 (88 voltas)
2 – Jenson Button (ING/McLaren) – 1m23s181 (72)
3 – Pastor Maldonado (VEN/Williams) – 1m23s628 (75)
4 – Sebastian Vettel (ALE/RBR) – 1m23s743 (65)
5 – Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – 1m23s744 (79)
6 – Adrian Sutil (ALE/Force India) – 1m24s215 (62)
7 – Daniel Ricciardo (AUS/STR) – 1m25s483 (61)
8 – Max Chilton (ING/Marussia) – 1m25s598 (75)
9 – Giedo Van der Garde (HOL/Caterham) – 1m26s316 (48)
10 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m26s655 (120)
11 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m27s878 (102)

Posts Relacionados