Sergio Pérez: "Ferrari me pediu para tomar conta do Alonso"

terça-feira, 19 de março de 2013

Um assunto mal resolvido, ou arrependimento, pode estar na origem da revelação de Sergio Pérez de, nos tempos da Sauber - portanto, 2011 e 2012 - a Ferrari lhe ter pedidido para dar uma ajuda a Fernando Alonso em pista.

O jornalista do jornal espanhol "Marca" pretendeu saber se existia uma atitude distinta dos pilotos quando viam aproximar-se os carros de Alonso ou de Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) pelos retrovisores, a propósito da recuperação fantástica do alemão em Abu Dhabi, no ano passado. A resposta do mexicano foi esta:

"Não faço distinção entre eles. No ano passado, quando estava ligado à Ferrari, eles pediam-me muitas vezes para tomar conta do Alonso. Não sei se o pedem a todos os outros pilotos. Para mim, é igual se é Vettel ou Alonso. O único a quem poderia facilitar um pouco seria ao meu companheiro de equipa, caso isso significasse um bom resultado na corrida."

No GP da Malásia, também em 2012, no qual foi segundo classificado, atrás de Alonso, o mexicano foi criticado por não ter pressionado o espanhol, falando-se de um alegado pedido da Ferrari à Sauber.

Pérez, um piloto da Academia Ferrari, esteve muito perto de suceder a Felipe Massa como companheiro de equipa de Alonso, transitando da Sauber, que continua a correr com motores Ferrari, para a equipa do construtor italiano.

Acabou preterido, após o brasileiro ter recebido mais um voto de confiança do presidente Luca di Montezemolo, e transitou para a McLaren-Mercedes, onde está a passar um mau bocado, ao lado de Jenson Button, face à falta de competitividade do carro:

"Não estou arrependido [por ter passado pela Academia Ferrari]. Foi uma experiência que me levou a um lugar melhor. Estou feliz na McLaren. Espero ficar aqui por muitos anos, se possível toda a carreira."

Posts Relacionados