Mercedes pressiona McLaren para escolher motor de 2014

segunda-feira, 11 de março de 2013


A Mercedes está a pressionar a McLaren para obter uma resposta em relação à continuidade do programa de fornecimento de motores à escuderia de Woking para a próxima temporada, revela a revista alemã "Auto Mogtor und Sport".

Todavia, a McLaren está à espera de uma resposta da Honda, que ainda não decidiu se pretende regressar à Fórmula 1 em 2014, ano no qual começam a ser utilizados os motores V6 turbo de 1.6 litros, equipados com sistemas de recuperação energia, ou apenas em 2015.

A Mercedes, que além da escuderia de fábrica, fornecerá a Force India, está interessada em encontrar um terceiro cliente, dando preferência à McLaren.

Perante o facto da Honda já ter pronto um motor que obedece às especificações requeridas pela FIA, a McLaren está na expetativa, existindo mesmo boatos que dão conta da presença de técnicos do construtor japonês em Woking, onde já teria sido montado um propulsor no chassis de 2014.

Outra especulação diz respeito à pretensão da McLaren em apenas querer assinar com a Mercedes por um ano, no caso da Honda só pretender entrar na F1 em 2015.

A Mercedes teme que a McLaren não renove a parceria após o final de 2014 e mude para a Honda, a qual poderia ficar com acesso à tecnologia que utilizou na construção do seu V6 turbo.

Posts Relacionados