Massa nega ordens de equipe na Austrália

sexta-feira, 22 de março de 2013


A temporada 2013 do Mundial de Fórmula 1 começou no passado fim-de-semana, mas temas recorrentes, como as ordens de equipas, já dominam as conversas de bastidores.

Um caso em particular, a envolver a inevitável Ferrari, veio a público na sequência da corrida em Melbourne, e obrigou Felipe Massa a reafirmar pela enésima vez que não ajudou o companheiro de equipa, Fernando Alonso.

O brasileiro, recorde-se largou do quarto lugar, com hipótese de subir na classificação, mas uma estratégia errada ditou que terminasse na mesma posição, enquanto o espanhol foi segundo, depois de ter conseguido apenas o 5.º tempo na qualificação.

"Não fui penalizado, nem tive tratamento diferenciado. Quando estávamos a rodar num grupo de carros, o Fernando entrou mais cedo para o 'pitstop'. Só isso", afirmou Massa esta sexta-feira em Sepang (Malásia), palco da segunda ronda do Mundial.

"Parecia que isso iria prejudicá-lo, mas acabou por resultar. É claro que quando se luta pelo melhor resultado possível, acaba por se ficar chateado com estas situações. Mas não se tratou de diferença de tratamento ou ordens de equipa. Fiz parte daquela estratégia e ela não funcionou. Não foi fácil compreender os comportamento dos pneus com tão pouco treino", reforçou.

Posts Relacionados