Timo Glock deixa a Marussia

terça-feira, 22 de janeiro de 2013


O alemão Timo Glock e a escuderia russa Marussia decidiram rescindir o contrato que os ligava por mútuo acordo, foi esta segunda-feira anunciado em comunicado.

Nem o piloto, nem a escuderia deram qualquer explicação para a decisão que surge a menos de três semanas da primeira sessão de treinos livres de pré-temporada (5 e 8 de fevereiro), no circuito de Catalunha.

Glock, de 30 anos, pilotava para a escuderia russa desde a sua criação em 2010, ainda com o nome de Virgin.

"Ele desenrolou um papel significativo no desenvolvimento da escuderia nas últimas três temporadas (...), é um piloto fantástico", disse John Booth, o diretor da Marussia, citado no comunicado.

Glock, que passou pela Jordan (2004) e Toyota (2008-2009), deixou entender que irá deixar a Formula 1: "não sei bem qual o caminho que me espera, mas estou muito entusiasmado com a ideia que me reserva o futuro", disse o piloto alemão, acrescentando que irá fazer um anúncio sobre o seu destino "muito proximamente".

O piloto tem como melhores resultados, dois segundos lugares na Hungria em 2008 e Singapura em 2009.

A Marussia, que terminou no 11.º lugar na classificação de construtores em 2012, tem somente um piloto, o britânico Max Chilton, de 21 anos, proveniente do GP2, substituindo o francês Charles Pic.

Posts Relacionados