Alonso: "Temos de encontrar uma lacuna no regulamento em 2013"

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012


O defeso da Fórmula 1, pomposamente denominado de "silly season" na glamorosa competição, promete ser animado.

A temporada terminou com acusações de Sebastian Vettel (Red Bull-Renault), incapaz de festejar o título sem disparar na direção dos que "perseguiram" a escuderia. O alvo era a Ferrari e, indiretamente, Fernando Alonso.

O espanhol, que tem aparecido em público de sorriso nos lábios, nada condizente com a forma como perdeu o título, tinha "atirado" na direção da Red Bull - por causa de uma ultrapassagem no GP do Brasil, último da temporada - e até estava a "pedi-las", mas, depois de ouvir a "lamechice" do alemão, não se conteve e foi contundente.

No entender de Alonso, o principal objetivo da Ferrai para 2013 tem de ser encontrar uma brecha no regulamento técnico que possa ser explorada, de forma a dar vantagem competitiva à escuderia.

O destinatário é a Red Bull, reconhecida pelo assinalável "sucesso" nessa área.

"Temos de encontrar os limites ou alguma lacuna no regulamento de forma a podermos melhorar o rendimento logo no arranque da temporada", frisou o asturiano, no decorrer de uma ação de um patrocinador.

"Outros andaram nesse limite este ano, mas nós não. Há inclusive uma escuderia que teve de fazer alterações além do permitido em certas corridas. Isto é Fórmula 1 e, embora várias escuderiam tenham feito alterações, não foram sancionadas", reforçou, reconhecendo que a Ferrari terá de trabalhar "o dobro" dos outros em 2013.

"Vettel é um justo campeão do Mundo, mas fiquei com a sensação de que tive um ano perfeito, praticamente impossível de repetir. Campeão ou não, a satisfação que sinto é total", frisou ainda Alonso à margem do evento onde respondeu a perguntas de crianças.

Posts Relacionados