Mercedes-Benz Grand Challenge: Márcio Campos vence em Campo Grande

segunda-feira, 19 de novembro de 2012


Líder da temporada, Márcio Campos admitiu neste domingo (18) que o saldo da sexta rodada dupla do Mercedes-Benz Grand Challenge foi bem mais positivo que o esperado. O piloto gaúcho da Sicredi Racing venceu quase de ponta a ponta a corrida que fechou a programação da categoria no Autódromo Internacional de Campo Grande (MS). Foi a oitava vitória da equipe gaúcha nas 12 corridas já disputadas em 2012.

Quarto no grid, Campos conquistou duas posições nas duas primeiras curvas da corrida. Na entrada da reta oposta do circuito sul-mato-grossense, o pole-position Renato Camargo perdeu aderência e saiu da pista por instantes. Foi o suficiente para o piloto da Sicredi Racing assumir a primeira posição, que manteve até a última das 16 voltas da corrida – recebeu a bandeirada menos de meio segundo à frente de Rubens Tilkian.

“Tive um pouco de sorte na largada, consegui me livrar dos acidentes e assumi o primeiro lugar na terceira curva. Estava no lugar certo no momento certo”, definiu o piloto, que contou ter enfrentado dificuldades na pilotagem do carro número 31 da Sicredi Racing, cujo layout revela as logomarcas de Icatu e Mapfre, seguradoras parceiras da Corretora de Seguros Sicredi. “Senti muito a pressão, meu carro saída de traseira”, revelou.

A defesa da liderança exigiu um esforço acentuado do atual campeão. “Defender posição nessa pista atrasa bastante, segura o ritmo. Por isso, guiei tudo o que dava. Depois, no fim, até consegui abrir uma vantagem um pouco mais confortável e aí pude administrar a situação, porque o calor estava muito forte”, resumiu o vencedor. João Campos, seu pai e companheiro de equipe, havia terminado a 11ª etapa, no sábado (17), em terceiro.

Márcio Campos enalteceu o saldo positivo do fim de semana em Campo Grande. “Chegamos aqui com 40 pontos de vantagem no campeonato, com tudo o que aconteceu nossa vantagem subiu para 54. Viemos pensando em manter nossa margem e essa margem até aumentou. Dá até para pensar em título na próxima etapa”, comentou, citando a penúltima rodada dupla, nos dias 1º e 2 de dezembro no Autódromo Internacional de Cascavel (PR).

Depois de 16 voltas, o resultado final da 12ª etapa do Mercedes-Benz Grand Challenge, em Campo Grande, foi o seguinte:

1º) Márcio Campos (RS), Sicredi Racing, 30min31s755
2º) Rubens Tilkian (SP), Comark Racing, a 0s461
3º) Edson Júnior (MG), RSports Racing, a 1s605
4º) Fernando Júnior (RS), WCR Powered, a 6s358
5º) Neto de Nigris (SP), De Nigris-Europamotors, a 8s439
6º) Sérgio Martinez (SP), Pink Energy Team, a 20s788
7º) Humberto Santos (SP), RSports Racing, a 22s152
8º) Leo de Nigris (SP), De Nigris-Europamotors, a 43s765
9º) Cesare Marrucci (SP), Center Bus-Petrobras, a 1min18s309
NÃO COMPLETARAM
Renato Camargo (SP), De Nigris-Europamotors, a 15 voltas
Amorim Júnior (SP), RSports Racing, a 15 voltas
NÃO LARGOU
Luiz Zappelini (SC), Rodoerre Racing
Melhor volta: Campos, na 5ª, 1min41s228, média de 124,613 km/h

Depois de 12 das 16 etapas, a classificação do Mercedes-Benz Grand Challenge é: 1º) Márcio Campos/João Campos, 203 pontos; 2º) Neto de Nigris, 149; 3º) Fernando Júnior, 147; 4º) Cesare Marrucci, 134; 5º) Rubens Tilkian, 108; 6º) Léo de Nigris, 89; 7º) Edson Júnior, 75; 8º) Michelle de Jesus, 73; 9º) Amorim Júnior, 72; 10º) Sérgio Martinez, 65; 11º) Humberto Santos, 58; 12º) Arnaldo Diniz Filho, 57; 13º) Renato Camargo, 55; 14º) Beto Rossi, 49; 15º) Carlos Kray, 44.

Posts Relacionados