Acidente de Villota não foi provocado pelo carro

terça-feira, 17 de julho de 2012

A Marussia afasta a possibilidade do acidente de Maria de Villota ter sido causado por um problema no carro.

Este é o resultado da investigação interna conduzida pela escuderia ao ocorrido a 3 de julho, num teste realizado no aeródromo de Duxford (Grã-Bretanha).

Embora não tenham sido revelados os motivos, a Marussia divulgou um comunicado este segunda-feira no qual John Booth, responsável máximo pela escueria, afirma:

"Estamos satisfeitos por os resultados da investigação interna excluirem o carro como factor no acidente. Partilhámos e discutimos os reultados com a agência de saúde e seguraça britânica [Health and Safety Executive] para que as tomem em consideração na sua própria investigação, que está em curso."

"Agora podemos concentrar atenções no que é mais importante: a saúde de Maria. A esse respeito, vamos continuar a apoiar Maria a família Villot de toda a forma que pudermos", acrescentou Booth.

A piloto espanhola, recorde-se, perdeu o olho direito no acidente e ainda se encontra hospitalizada.

Posts Relacionados