Mercedes-Benz Grand Challenge: Márcio Campos vence depois de largar em 15º

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Numa de suas atuações mais marcantes no automobilismo, Márcio Campos conquistou neste domingo (24) a quarta vitória na temporada 2012 do Mercedes-Benz Grand Challenge. O piloto gaúcho da Sicredi Racing largou da 15ª posição, alcançou o primeiro lugar no complemento da 13ª volta e retomou a liderança do campeonato, perdida no sábado (23), no acidente que tirou seu parceiro João Campos da quinta etapa na última volta.

A reação de Márcio na corrida começou logo na primeira volta, quando apareceu em décimo lugar. Era sexto na segunda volta e quinto na quarta. Na quinta, uma tentativa de assumir a segunda posição o fez sair da pista no S do Senna. Passou a quinto e deu início a uma nova prova de recuperação. Na 13ª volta, na subida para a chicane do Café, tomou de Fernando Júnior o primeiro lugar – seu conterrâneo era líder da corrida e do campeonato.

“Eu consegui sucesso nas ultrapassagens, o segredo foi administrar as situações de pista. Tive um pouco de sorte ao não perder tempo para passar, e isso me permitiu chegar nas posições da frente”, descreveu Márcio, depois da comemoração no pódio. “Sinceramente eu não acreditava em vitória, na minha ideia poderia brigar para estar entre os cinco primeiros, mas vim vindo. Quando vi o Fernando na minha frente, vi que vencer seria possível”.

O resultado em Interlagos foi atribuído por Márcio Campos ao trabalho da Sicredi Racing na recuperação do carro, danificado na batida na volta final da corrida da véspera. “Eles me deram um carro perfeito, e foi muito importante o apoio que recebemos ontem dos executivos do Sicredi, da Mapfre e da Icatu. Os nossos patrocinadores foram ao nosso boxes, levaram apoio num momento difícil. Isso ajudou muito a equipe”, contou o vencedor.

Com a quarta vitória em seis corridas, Márcio e João Campos retomam a liderança do campeonato com 98 pontos, dois à frente de Fernando Júnior. A próxima rodada dupla do Mercedes-Benz Grand Challenge levará os pilotos à pista de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, nos dias 21 e 22 de julho. Em Interlagos, após 16 voltas, o resultado final da sexta etapa foi o seguinte:

1º) Márcio Campos (RS), Sicredi Racing, 31min54s471
2º) Fernando Júnior (RS), WRC, a 1s332
3º) Neto de Nigris (SP), De Nigris-Europamotors, a 3s461
4º) José Fernando Amorim Júnior (SP), Fiolux Motorsport, a 6s624
5º) Cesare Marrucci (SP), CenterBus-Petrobras, a 14s637
6º) Betão Fonseca (SP), CenterBus-Petrobras, a 17s652
7º) Léo de Nigris (SP), De Nigris-Europamotors, a 30s403
8º) Rafael Zappelini (SC/Rodoerre), a 41s234
9º) Humberto Santos (SP), RSports, a 48s147
10º) Roberto Santos (SP), Webtranspo, a 56s554
11º) Renato Camargo (SP), De Nigris-Europamotors, a 1min38s815
12º) Michelle de Jesus (SP), Pink Energy Team, a 1 volta
13º) Carlos Kray (RS), RSports, a 1 volta
14º) Paulo Yamamoto (SP), Paioli Racing, a 2 voltas
15º) Sérgio Chamon (SP), Paioli Racing, a 3 voltas
NÃO COMPLETARAM
Arnaldo Diniz Filho (SP), Scuderia 111, a 8 voltas
Peter Gottschalk Júnior (SP), Paioli Racing, a 8 voltas
DESCLASSIFICADO
Rubens Tilkian (SP), Scuderia 111, a 2s861
Melhor volta: Tilkian, 1min57s197, média de 132,66 km/h

CLASSIFICAÇÃO
Após seis das 16 corridas previstas no calendário, a classificação do Mercedes-Benz Grand Challenge é: 1º) Márcio Campos/João Campos, 98 pontos: 2º) Fernando Júnior, 96; 3º) Cesare Marrucci, 87; 4º) Neto de Nigris, 73; 5º) Léo de Nigris, 58; 6º) Carlos Kray, 47; 7º) José Fernando Amorim Júnior, 45; 8º) Beto Rossi, 34; 9º) Rubens Tilkian e Arnaldo Diniz Filho, 33; 11º) Sérgio Chamon, 28; 12º) Sérgio Martinez/Michelle de Jesus, 27.

Posts Relacionados