F-Truck: Neusa destaca participação da torcida em Goiânia

segunda-feira, 4 de junho de 2012

http://grelak.com.br/e-marketing/alta/0d054c7eea2b190b537e6d48433ea727.jpgO Grande Prêmio Petrobras, quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, consolidou um dos eventos mais positivos entre os 15 que a categoria já realizou no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia. A avaliação foi feita na manhã desta segunda-feira (4) pela presidente da Truck, Neusa Navarro. “Maravilhoso”, diz ela, pausadamente, buscando uma definição em uma única palavra para o saldo da etapa goiana.

“Foi show, acho que não poderia ter sido melhor. Apesar do acidente do Geraldo, deu tudo certo, a corrida foi perfeita, e o público como sempre foi maravilhoso”, resume, fazendo menção à capotagem do brasiliense Geraldo Piquet na 17ª volta da corrida. A participação da torcida goiana, sempre um dos pontos altos do evento, foi reforçada nesta edição pela atuação de Leandro Reis, piloto de Goiânia que conquistou a pole-position.

“Faço questão de dizer que o público está de parabéns. Houve um ano em que a Fórmula Truck não teve a etapa de Goiânia, mas com isso o público acaba sofrendo, os torcedores pedem para a gente vir”, relata a presidente da Fórmula Truck. “Pelo público, pelos patrocinadores que gostam dessa praça, a tendência é de Goiânia continuar no calendário em 2013, mas vamos depender do autódromo ter condições um pouquinho melhores”, ela aponta.

O Autódromo Internacional Ayrton Senna exigiu mais providências da equipe de produção da Fórmula Truck. “Goiânia é assim. A gente vem, limpa, pinta, deixa o autódromo o melhor possível. Não lindo, mas o melhor possível, para a televisão, para o público se sentir bem. Mas sempre há essa situação por aqui. Desta vez tivemos até de alugar banheiros com chuveiros, porque não havia onde o pessoal tomar banho”, exemplifica.
Neusa revela o compromisso assumido pelas organizações envolvidas com a administração do autódromo. “Há promessas de reforma, de melhora, na pista e nas instalações. Eles têm interesse em trazer outras categorias de volta para cá, isso é bacana, mas não podemos ficar só em promessas, espero que sejam cumpridas”, manifesta. “Não dá para voltar aqui no ano que vem com o mato alto, a pista feia, sem banheiro, precisando pintar tudo”.

A TEMPORADA 2012
A vitória na etapa de Goiânia foi do paranaense Leandro Totti, da ABF Racing Team. Seu conterrâneo Wellington Cirino, da ABF/Mercedes-Benz, foi o segundo colocado e assumiu a vice-liderança da classificação, ainda liderada pelo pernambucano Beto Monteiro, da Scuderia Iveco, que cruzou a linha de chegada em oitavo. No pódio também estiveram o paranaense João Maistro e os paulistas Fred Marinelli e Paulo Salustiano.

“Estou adorando o rumo do campeonato, está tudo embolado”, admite Neusa Navarro. “A Iveco está marcando os pontos dela, o Beto continua líder e agora o Cirino é segundo, a disputa está muito embolada. Isso é excelente, eu torço muito para que continue cada vez mais competitivo. Torço pela Ford, que mereceria estar no meio também... Corridas trazem muitas surpresas, a gente acha que um vai ganhar e ganha o outro, esse suspense é ótimo”.

Encerrado o evento em Goiânia, a Fórmula Truck assume um ritmo de trabalho ainda mais intenso para a corrida do mês que vem no autódromo de Interlagos. A etapa paulista costuma ser a de maior público na temporada. A do dia 8 de julho, além de valer como quinta etapa do Campeonato Brasileiro, fechando a primeira metade da competição, será a terceira e penúltima do Sul-Americano, que tem pontuação distinta.

“O trabalho agora é dobrado. O autódromo de Interlagos é maior, a responsabilidade também é grande. Neste ano estou empenhada em aumentar o público. Nesse ponto, o evento em Caruaru foi fantástico, Rio foi muito bom, Goiânia foi excelente, eu quero que continue assim em São Paulo”, avalia a presidente da categoria. “Estamos trabalhando nas campanhas de divulgação da etapa de Interlagos há um mês para levar um público legal”.

Posts Relacionados