Stock Car: Engavetamento prejudica pilotos da Officer ProGP

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Duda Pamplona e Vitor Meira faziam boa corrida e ganharam várias posições até o acidente entre Allam Khodair e Tuka Rocha. Daniel Serra venceu a corrida, seguido por Cacá Bueno e Átila Abreu

A quarta etapa da temporada 2012 da Stock Car, disputada na manhã deste domingo (20) em Ribeirão Preto (SP), se desenrolava promissora para os pilotos da Officer ProGP. Vitor Meira, que saiu da 20ª posição, ganhou seis colocações nas duas primeiras voltas e depois da segunda saída do Carro de Segurança ocupava a 13ª posição, pressionando Luciano Burti. Duda Pamplona largou em 11º, ganhou uma posição e economizava pneus e "tiros" do Push to Pass para atacar na metade final da corrida.

A prova teve três intervenções do Carro de Segurança, todas causadas por batidas múltiplas entre os pilotos, que praticamente fecharam a pista. A terceira - e última - intervenção do Safety Car aconteceu na abertura da 18ª volta, em um acidente que deixou pelo menos seis carros pelo caminho.

Tudo começou na disputa pela oitava posição entre Allam Khodair (8º) e Tuka Rocha (9º). Ambos estavam logo à frente de Duda Pamplona. Rocha usava o Push to Pass e tentava concluir a ultrapassagem na freada; Khodair fechou a porta, os dois carros bateram e foram parar na barreira de pneus da saída da curva.

"Eu estava bem próximo, e aquela é uma curva razoavelmente rápida. Da distância que eu estava deles, era impossível desviar. Consegui praticamente parar o carro, mas todos que vinham atrás não conseguiram", explicou Duda Pamplona, que no momento do acidente tinha ainda mais oito "tiros" do Push to Pass dos 12 a que tem direito na prova. "Foi uma pena. A equipe trabalhou muito bem durante o final de semana e a corrida se desenhava bem para que nossos dois carros pontuassem em boas posições. Este, definitivamente, não era o jeito que eu esperava que as coisas terminassem", reclamou.

Vitor Meira também foi vitimado no engarrafamento da batida causada por Khodair e Rocha. O brasiliense, que fazia sua primeira corrida de rua na Stock Car, largou da 20ª colocação e já era o 13º, colocando forte pressão sobre Luciano Burti. "Eu vinha colado no carro da frente, concentrado e focado na tentativa de ultrapassagem; além disso, o muro da curva tapava a visão, e quando vi já era impossível fazer qualquer tentativa de desviar", apontou.

"Acho que temos que tirar o melhor de cada situação. Em ritmo de corrida, nosso carro é muito bom. Agora temos mais de um mês para absorver tudo e trabalhar forte visando a próxima corrida. Nosso objetivo passa a ser melhorar nas classificações, para fugir destas confusões que acontecem no pelotão", afirmou.

A próxima etapa da Stock Car acontece no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR), no dia 1º de julho.

Sobre a Officer Distribuidora:
Há 25 anos atuando no país, a Officer (http://www.officer.com.br) é uma das pioneiras no mercado brasileiro de distribuição de produtos de informática. Com uma trajetória de sucesso que se funde à história nacional da tecnologia, a companhia credita seu sucesso ao relacionamento com as 10 mil revendas ativas que fazem parte de sua carteira, além da preocupação em oferecer, por meio de inovação tecnológica, soluções e ferramentas de negócios que atendam as necessidades dos parceiros. Em 2009, a Officer inaugurou um Centro de Distribuição em Porto Alegre e outro em Curitiba, além de inaugurar sua primeira filial de vendas também na capital gaúcha ampliando as atividades na região sul do País. Atualmente, a distribuidora trabalha com as marcas, Adobe, APC, Apple, CA, Cisco, Corel, Epson, HP, IBM, Intel, Lenovo, Lexmark, LG, Microsoft, Oracle, Philips, Red Hat, Samsung, Sony, Symantec.

Posts Relacionados