F-Indy: Castroneves mantém a vice-liderança, mesmo se livrando de um acidente que poderia ter consequências graves

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Com um carro equilibrado e uma estratégia pré-definida para seis paradas, Helio Castroneves iniciou com uma expectativa de ótimo resultado a 96ª Indy 500, prova realizada neste domingo, 27, no Indianapolis Motor Speedway e válida pela quinta etapa do IZOD IndyCar Series. Entretanto, visto o acidente no qual foi envolvido ainda na 80ª volta, o 10º lugar acabou se constituindo em algo positivo, potencializado por manter a vice-liderança e diminuir a distância que o separa do líder Will Power, seu companheiro da equipe Penske.

Focado em cumprir à risca a estratégia desde a largada, Castroneves figurava entre os 12 primeiros buscando economizar combustível e pneus, em que pese a velocidade compatível com os líderes. Foi nessa ocasião que Will Power sofreu um acidente que acabou com sua corrida e, por tabela e involuntariamente, alijou Castroneves de uma melhor performance. Isso porque umas das rodas que escapou do DallaraDW12 Chevrolet #12, devido a violência do choque, voou e atingiu justamente o piloto brasileiro em sua roda dianteira direita.

Apesar de ter sido de raspão, eliminou o grande diferencial do carro que era justamente o equilíbrio. A equipe ainda tentou, nos pits subsequentes, efetuar reajustes na asa dianteira para tentar minimizar o dano, mas os esforços não foram o bastante. “Foirealmente uma pena, pois meu carro estava muito bom e nossa estratégia estava funcionando. Mas com o choque, passou a trepidar demais e eu não podia arriscar muito porque o carro saía muito de frente e, para falar a verdade, tive sorte de não ficar por ali mesmo com a suspensão quebrada ou algo pior”, disse Castroneves, referindo-se ao risco que correu de ser atingido na cabeça.

Para ele, o lado positivo foi que “meu pessoal do Shell V-Power Pennzoil Team Penske fez um trabalho fantástico durante o mês de maio e só não conseguimos ir mais à frente por uma dessas coisas de corrida, mas vamos que vamos e no campeonato estamos bem”,finalizou o piloto no carro #3, às vésperas do teste que fará na terça-feira em Milwaukee e da prova de Detroit, no próximo domingo.

Posts Relacionados