F-Indy: Bia estreia com a Andretti em grande estilo

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Em sua primeira prova com sua nova equipe, a Ipiranga Andretti Autosport, Ana Beatriz Figueiredo não deixou dúvidas a respeito do seu entrosamento com o novo carro da Indy, protagonizando cenas emocionantes com duas ultrapassagens por fora, sobre Charlie Kimball e sobre Graham Rahal, e impressionando pelo vigoroso desempenho exibido na pista de rua do Circuito Anhembi, na tarde do último domingo.

“Foi uma corrida muito boa, apesar da encrenca na última relargada. Tivemos condições de andar bem. Nas retas, o carro perdia umas três milhas de velocidade para os outros, por um problema no boost do motor, e eu tentava ultrapassar nas freadas mais fortes do circuito. Mesmo assim, conseguimos nos manter entre os dez primeiros por muitas voltas. Isto foi superimportante e estou muito feliz com nosso trabalho”, Bia avalia.

Ela largou da 19ª posição, completou o tanque de combustível na primeira bandeira amarela da eletrizante corrida, e andou entre os dez primeiros durante cerca de um terço da prova, chegando à quinta posição. Perdeu tempo com dois drive thru - um por excesso de velocidade ao entrar no pit e outro por um toque no carro de Ed Carpenter na tentativa de ultrapassagem na curva 11 - e voltou à pista na 17ª posição.

Estava na 15ª posição, a cinco voltas do fim da prova de 75 voltas pelos 4.180 metros do circuito, quando acabou batendo na traseira do carro de Tony Kanaan, que parou repentinamente no fim da fila de oito carros que colidiram na curva Esse do Samba, na saída da passarela do Sambódromo, na relargada em fila dupla após a quinta bandeira amarela da prova.

A pilota chegou à corrida apenas com a experiência de um dia de testes em Sebring e de dois treinos livres e um war-up, totalizando menos de duas horas e meia de pista na etapa brasileira com o novo carro que a Indy está estreando nesta temporada. “Foi excelente o meu primeiro fim de semana de trabalho com a equipe. Nós nos entendemos muito bem, andamos forte, fomos consistentes, e daqui para frente vamos melhorar mais”, diz Bia.

A performance nesta prova resultou da extrema dedicação dela e de seu time de engenheiros e mecânicos, que, desde quinta-feira, não economizaram horas de trabalho na análise de dados, no acerto do carro para a classificação e para a prova e na definição da estratégia de corrida, sendo sempre os últimos a deixar os boxes. Agora, Bia está muito animada para a lendária 500 Milhas de Indianápolis, sua próxima prova, que será disputada em 27 de maio.

“Aqui em São Paulo tivemos pouco tempo para desenvolvimento na pista, mas lá é diferente. É mais arriscado, pois temos que disputar um lugar no grid. Mas teremos dez dias de treino e bastante tempo para analisar todos os dados com muita calma. Estamos muito motivados, temos um carro muito bom e vamos com tudo para Indianápolis”, conclui a pilota da Ipiranga Andretti Autosport.

Posts Relacionados