Rosberg vence a primeira e completa fim de semana perfeito na China

domingo, 15 de abril de 2012

O alemão Nico Rosberg não podia esperar um fim de semana com tantas conquistas quando chegou a Xangai para o Grande Prêmio da China de Fórmula 1. Depois de largar pela primeira vez em sua carreira na pole position, ele liderou a prova praticamente de ponta a ponta e conseguiu também sua primeira vitória na categoria, na madrugada deste domingo.

Rosberg foi beneficiado por um erro da equipe McLaren na última troca de pneus do britânico Jenson Button, que teria chances de conquistar a vitória. Com o tempo perdido nos boxes, o campeão do Mundial de 2009 foi obrigado a se contentar com a segunda colocação. Lewis Hamilton completou o pódio. Mark Webber, Sebastian Vettel e Romain Grosjean fecharam a lista dos seis primeiros colocados.

O triunfo do alemão foi também o primeiro da equipe Mercedes, desde que retornou à categoria em 2010. A última vitória do time havia sido no Grande Prêmio da Itália de 1955, com o argentino Juan Manuel Fangio.

Os brasileiros fizeram provas distintas em Xangai. Bruno Senna teve uma corrida, segura, mantendo-se sempre no pelotão intermediário e acabou em sétimo, logo à frente de seu companheiro Pastor Maldonado. Já Felipe Massa apostou em uma estratégia diferenciada, deixando os pneus macios para o último trecho, mas foi apenas o 13º.

O resultado em Xangai leva Lewis Hamilton à liderança do Mundial com 45 pontos, dois a mais do que seu companheiro Jenson Button. O espanhol Fernando Alonso é o terceiro, com 37. Os pilotos da Fórmula 1 voltam a acelerar seus carros já na próxima semana, para o GP do Bahrein, quarta etapa da temporada.

A prova - Apesar da falta de experiência na pole position, Nico Rosberg largou muito bem neste domingo e conseguiu manter a ponta da prova na China. Os pilotos da McLaren também saíram com eficiência e Jenson Button pulou para a terceira colocação, logo à frente de seu companheiro de equipe Lewis Hamilton.

Na entrada da primeira curva, Bruno Senna e Felipe Massa se tocaram e o piloto da Williams perdeu parte pequena de sua asa dianteira. O ferrarista tirou o pé para não bater no carro à sua frente e o sobrinho de Ayrton Senna não conseguiu evitar o leve toque.

O australiano Mark Webber foi o primeiro a parar nos boxes, na sétima volta. Sebastian Vettel, na 14ª posição, e Kamui Kobayashi fizeram seu pit stop três voltas depois, sendo seguidos pelos ponteiros da prova. No 13º giro, o alemão Michael Schumacher abandonou, logo após retornar da troca de pneus.

Com pneus médios, Massa ficou mais tempo na pista do que seus rivais e assumiu a liderança na 17ª volta, quando o mexicano Sergio Pérez finalmente foi aos boxes, mas logo foi ultrapassado por Rosberg. Ele trocou pneus no 19º giro e retornou com o mesmo tipo de compostos, apenas na 14ª posição.

O brasileiro e Hamilton protagonizaram boa briga pela 11ª colocação, após o britânico retornar de sua segunda parada dos boxes. Com paciência, o piloto da McLaren evitou uma colisão e fez manobra de habilidade para superar o rival, com quem se envolveu em diversos incidentes em 2011.

Button pulou para a primeira colocação após a segunda rodada de troca de pneus, seguido por Rosberg, que foi ultrapassado quando foi aos boxes. O britânico brigaria em boas condições pela ponta, mas enfrentou problemas quando realizou seu terceiro pit stop, perdeu tempo e consequentemente a chance de vencer.

Beneficiado pelo erro da McLaren, o alemão aproveitou a oportunidade de conquistar sua primeira vitória na Fórmula 1 e completar um fim de semana perfeito, em que largou pela primeira vez na pole position. Sem erros, realizou apenas duas trocas de pneus e conduziu sua Mercedes com segurança até receber a bandeira quadriculada e comemorar em Xangai.

Veja o resultado do Grande Prêmio da China de Fórmula 1:
1: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
2: Jenson Button (ING/McLaren)
3: Lewis Hamilton (ING/McLaren)
4: Mark Webber (AUS/Red Bull)
5: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
6: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
7: Bruno Senna (BRA/Williams)
8: Pastor Maldonado (VEN/Williams)
9: Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
10: Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)
11: Sergio Pérez (MEX/Sauber)
12: Paul Di Resta (ESC/Force India)
13: Felipe Massa (BRA/Ferrari)
14: Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)
15: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
16: Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)
17: Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
18: Vitaly Petrov (RUS/Caterham)
19: Timo Glock (ALE/Marussia)
20: Charles Pic (FRA/Marussia)
21: Pedro de la Rosa (ESP/Hispania)
22: Narain Karthikeyan (IND/Hispania)
23: Heikki Kovalainen (FIN/Caterham)

Não completou:
Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

Posts Relacionados