F-Truck: acidente leva Benavides a revisão de desafios "pelo futuro"

quarta-feira, 18 de abril de 2012

http://grelak.com.br/e-marketing/alta/408ee97a78a8195defc5b82223a6f3c2.jpgAcidente no treino livre da etapa de Jacarepaguá inutiliza Iveco do piloto paulista, que passa a trabalhar com “laboratório”

Os treinos livres do dia 30 de março, que abriram no Rio de Janeiro a programação da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, trouxeram um desafio a mais para Valmir Benavides. Seu caminhão Iveco, um dos três envolvidos me um acidente ao fim da reta dos boxes no autódromo de Jacarepaguá, ficou totalmente sem condições de competição. O infortúnio fez com que seus planos para a temporada de 2012 fossem revistos.

“O meu caminhão foi para o lixo”, definiu “Hisgué”, apelido de infância com que Benavides é reconhecido nos bastidores do automobilismo. “Só deu para aproveitar o motor e a suspensão dianteira. De resto, quebrou tudo. Tudo, mesmo”, relata o piloto paulista, que estreou na Fórmula Truck em 2007, pela RM-Volkswagen, e em 2012 defende a Scuderia Iveco, mesma equipe do líder do campeonato, o pernambucano Beto Monteiro.

Depois do acidente em Jacarepaguá, Benavides chegou a confirmar sua ausência na corrida de dois dias depois. A Scuderia Iveco providenciou o transporte ao Rio do antigo caminhão, utilizado no campeonato de 2010 e que estava na sede em Santos – vinha sendo utilizado para exposição em eventos de naturezas variadas. Largando do fim do grid, sem ter participado dos treinos classificatórios, o paulista foi décimo colocado na corrida.

“É o caminhão velho, que tem uma configuração bem diferente das do caminhão do Beto. Ele é mais antigo, inclusive, que o caminhão que eu usei na primeira corrida, mas é o que a gente tem”, expõe Benavides, que seguirá com o equipamento nas próximas corridas. “É uma situação inesperada, mas que a equipe soube conduzir pensando lá na frente. Assim, vamos usar o caminhão antigo como uma espécie de laboratório”, conta o piloto.

Hisgué demonstra ciência de que, em condições normais, perderá em competitividade, mas vê possibilidade de bom proveito do novo desafio. “Esses experimentos que fizermos com esse caminhão em treinos e corridas vão servir como parâmetro para o caminhão que a equipe vai começar a construir ainda neste ano, para o próximo campeonato”, relata. “Não adianta construirmos um caminhão novo para agora, às pressas. Vamos trabalhando pelo futuro”.

Assim, Valmir Benavides confirma participação, com o Iveco de 2010, na terceira corrida da temporada, marcada para dia 6 de maio em Caruaru (PE). O GP Bridgestone-Bandag, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, valerá pontos para os dois campeonatos da Fórmula Truck – será a terceira etapa do Brasileiro e a segunda do Sul-Americano. A classificação da temporada, depois das corridas no Velopark e em Jacarepaguá, é a seguinte:


Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck
1º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 60
2º) Felipe Giaffone (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 34
2º) André Marques (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 34
4º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 24
5º) Paulo Salustiano (SP/Volvo), ABF/Volvo, 22
6º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 18
7º) Renato Martins (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 16
8º) Adalberto Jardim (SP/MAN-Volkswagen), AJ5 Motorsport, 14
9º) Diumar Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 10
10º) Fred Marinelli (SP/Iveco), Marinelli Competições, 8
11º) Luiz Pucci (ARG/Volvo), ABF/Volvo, 7
11º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 7
11º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 7
11º) Christian Fittipaldi (SP/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 7
15º) Débora Rodrigues (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 6
15º) Leandro Totti (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 6
17º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 5
18º) Pedro Gomes (SP/Ford), Ford Racing Trucks, 4
18º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 4
18º) Luiz Lopes (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 4
21º) Regis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 2

Campeonato Sul-Americano de Fórmula Truck
1º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 30
2º) Felipe Giaffone (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 22
3º) André Marques (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 17
4º) Adalberto Jardim (SP/MAN-Volkswagen), AJ5 Motorsport, 14
5º) Paulo Salustiano (SP/Volvo), ABF/Volvo, 12
6º) Diumar Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 10
7º) Fred Marinelli (SP/Iveco), Marinelli Competições, 8
8º) Luiz Pucci (ARG/Volvo), ABF/Volvo, 7
8º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 7
10º) Leandro Totti (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 6
10º) Christian Fittipaldi (SP/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 6
12º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 5
13º) Pedro Gomes (SP/Ford), Ford Racing Trucks, 4
14º) Regis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 2
15º) Luiz Lopes (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 1

Posts Relacionados