Pirelli lança pneus para 2012 com aposta arriscada

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Exatos 50 dias antes da abertura do Mundial de F-1, a Pirelli lançou nesta quarta-feira, em Abu Dhabi, os pneus para sua segunda temporada neste retorno à categoria. 
 
Com uma aposta arriscada: compostos mais parecidos entre si, tentando aumentar o desafio de engenheiros e pilotos.



Pneus da Pirelli para o Mundial de F-1 em 2012, lançados nesta quarta em Abu Dhabi

Serão, como em 2011, quatro tipos de pneus para pista seca: supermacio, macio, médio e duro. A novidade está na diferença de performance entre um nível e o seguinte. 

Até o ano passado, variava de 1s2 a 1s8. Agora, segundo a Pirelli, a margem não passará de 0s8. 

Uma aposta arriscada porque ambígua. Porque pode significar um tiro pela culatra. 

"No ano passado, os pneus mais duros eram sempre relegados para poucas voltas. Praticamente não entravam nas estratégias. Agora, serão uma opção. A diferença existirá, mas será menor. E os engenheiros terão que trabalhar com isso, será um novo desafio", explicou Paul Hembery, diretor de competições da empresa.



Pneus da Pirelli para o Mundial de F-1 em 2012, lançados nesta quarta em Abu Dhabi

Fato. Mas diferenças menores podem também significar um atrativo a menos para o público, uma variável a menos na equação para definir a ordem dos compostos para um GP. Um golpe para pilotos mais experientes, que sabem conservar melhor a borracha --Jenson Button, que ganhou provas assim no ano passado, deve estar chateado. 

"Os pneus mais duros hoje estão 1s5 por volta mais velozes do que em 2011. São muito parecidos com os pneus médios que tínhamos", exemplifica Hembery. 

Da última vez em que arriscou, a Pirelli precisou consertar o rumo. Seguindo orientações da FIA, entidade que comanda o automobilismo, a fabricante italiana regressou à F-1 em 2011 fornecendo pneus que se degradavam rapidamente. O objetivo era "aumentar o show". 

Deu errado. Os pneus se desmanchavam em poucas voltas, deixando as pistas imundas, sem aderência e gerando críticas de todos. 

Nesta quarta, em Abu Dhabi, Marco Tronchetti Provera, presidente da Pirelli, reconheceu o erro e o redirecionamento do foco em plena temporada. "Conforme o campeonato foi caminhando, as críticas cessaram", afirmou. 

O esquema de cores foi mantido para os pneus de pista seca: vermelho (supermacios), amarelo (macios), branco (médios) e prata (duros). Os pneus intermediários terão agora as laterais pintadas de verde. Nos de chuva, serão azuis. 

fonte: uol.com.br

Posts Relacionados