F-Truck: "Dança das cabines" contempla quatro mudanças

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A estruturação das equipes da Fórmula Truck para a temporada de 2012 contemplou transferências na lista de pilotos da categoria. A chamada “dança das cabines” para os campeonatos Brasileiro e Sul-Americano, que terão início no dia 4 de março com a primeira corrida no autódromo gaúcho do Velopark, envolveu quatro pilotos, todos eles paulistas – André Marques, Luiz Lopes, Paulo Salustiano e Valmir “Hisgué” Benavides.

Marques prepara-se para sua terceira temporada como piloto da Fórmula Truck. Correu com Scania no campeonato de estreia, em 2010, e com um Volvo em 2011. Neste ano, será um dos pilotos da RM Competições, atual campeã, que utiliza caminhões Volkswagen. Seus companheiros de equipe serão o tricampeão Felipe Giaffone, o bicampeão Renato Martins e Débora Rodrigues. Ele reconhece o desafio que a nova temporada lhe apresenta.

“A cobrança por resultados será maior, mas este é um desafio que todo piloto busca, correr numa equipe de ponta”, observa. “Quero aprender as reações do caminhão de nove litros, aprender com os excelentes professores que tenho no time, que tem dois campeões da Truck. O objetivo é brigar por pódio em todas as etapas. Em 2011 eu consegui andar na zona de pódio em sete corridas, e no Rio estive perto de brigar pela vitória”, ele lembra.

Na RM-Volkswagen, Marques substitui Benavides, que passa a ser piloto da Scuderia Iveco, como parceiro do pernambucano Beto Monteiro. Ele também cita desafio para ilustrar a mudança. “A Scuderia Iveco teve um crescimento muito grande no último semestre, eu quero ajudar a equipe a crescer ainda mais. É esse novo desafio que me motiva. De início, meu objetivo particular é estar na zona de pódio em todas as corridas”, estipula “Hisgué”.

A vaga ocupada por Benavides na Scuderia Iveco foi preenchida em 2011 por Paulo Salustiano, que também inicia seu terceiro campeonato na Truck e volta à ABF/Volvo, time pelo qual fez sua estreia em 2009. “Estou muito feliz por voltar à minha origem na Truck, de verdade. A equipe fez um trabalho de desenvolvimento excelente em 2011, o caminhão é confiável e a nossa primeira meta vai ser buscar um pouco mais de potência”, resume o piloto.

Dizendo-se plenamente ambientado à categoria, Salustiano não esconde o otimismo quanto à campanha que pretende cumprir. “O pódio não é sonho para nós, é realidade”, define, citando o bom relacionamento que tem com o argentino Luis Pucci, seu novo companheiro de equipe, que estreou em 2011. “Quero ajudar o Pucci com a minha experiência. Nos testes da pré-temporada já vai dar para eu conseguir me readaptar ao caminhão Volvo”, aposta.

Outro piloto que troca de equipe e de marca para 2012 é Luiz Lopes, que estreou na categoria em 2011 como companheiro de equipe de Roberval Andrade na Ticket Car Corinthians Motorsport, competindo com um caminhão Scania. Nas dez corridas desta temporada ele vai competir pela ABF Desenvolvimentos Team, pilotando um Mercedes-Benz. Seus companheiros de equipe serão o paranaense Leandro Totti e o gaúcho Régis Boessio.

“Em sempre tive uma identificação muito grande com a marca Mercedes-Benz. Agora, logo no meu segundo ano como piloto da Fórmula Truck, surgiu essa oportunidade. Estou empolgadíssimo”, manifesta Lopes, que vê Totti como um dos principais candidatos ao título. “Os caminhões da marca têm sido consistentes e competitivos, não vejo a hora dos primeiros testes. Trabalho com a perspectiva de vir bem mais para a frente neste ano”, anima-se.

fonte: Grelak Comunicação

Posts Relacionados