Barrichello mantém otimismo para seguir na F1: "não sou chorão"

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Barrichello se dedica a outras eventos automobilísticos enquanto ainda tem futuro indefinido na Fórmula 1. Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra Ainda sem acordo com nenhuma escuderia para seguir na Fórmula 1, Rubens Barrichello se diz um "believer", confiante na possibilidade de seguir na principal categoria do automobilismo pela 20ª temporada consecutiva. "Eu sou um 'believer', gosto de pensar positivo e acreditar até quando ninguém mais acredita", declarou o piloto para a Revista Alfa de dezembro.

Muitas vezes estigmatizado pelo público brasileiro, Barrichello negou a alcunha de "chorão" e afirmou acreditar que tem ganhado mais respeito no esporte a cada dia. "Quero deixar uma coisa bem clara: não tenho nada de chorão, e, se Deus quiser, estarei no grid em 2012", disse o paulista, 39 anos, que lamenta ter recebido "pressão extra" da torcida e da imprensa para ser um novo Ayrton Senna, após a morte do piloto tricampeão mundial, em 1994. "Aprendi na base da porrada. Foi quando também nasceu uma pressão por parte da imprensa", desabafou.

fonte: terra.com.br
Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra 

Posts Relacionados