Apesar do ano difícil, Helio Castroneves enaltece os bons momentos de 2011

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

http://www.diariomotorsport.com.br/wp-content/uploads/heliocastroneves_HelinhoMCJ_6566n.jpgEnquanto se prepara com vistas aos primeiros testes com o novo Dallara DW12Chevrolet, já nos primeiros dias de janeiro, Helio Castroneves aproveitou esse pequeno recesso entre Natal e Ano Novo para fazer um balanço da temporada 2011. Para ele, apesar de tudo o que aconteceu,a esperança e a fé sempre conduzem para que se olhe em direção ao futuro com otimismo. “Hásempre algo para ser celebrado, mesmo quando as coisas não caminham como queremos ou planejamos. O Paizão lá de cima sempre um plano para nós”,disse Castroneves.

Para o tricampeão da Indy 500, o ano foi difícil nas pistas. Sem os resultados esperados, em razão de problemas técnicos e acidentes,coube a ele fechar em 11º lugar o IZOD IndyCar Series. “Tivemos,todos nós, dificuldades e tristezas ao longo do ano. Como se não bastassem os diversos fatores que me impediram de fazer uma boa temporada, a IndyCar foi marcada de forma avassaladora pela morte de Dan Wheldon. Tudo isso foi muito triste e nos levou a muitas reflexões, mas o balanço que faço é positivo porque estamos sempre buscando melhorar e aprendendo com os erros e obstáculos”,avaliou o piloto.

Castroneves mencionou as fortes parcerias conquistadas pela equipe de Roger Penske e a manutenção de um nível de competitividade que permitiu ao time vislumbrar o título até o último momento. “Pudemoscomemorar algumas parcerias importantes na Penske, que começaram em2011. Foram aquelas que se juntaram às já tradicionais – Verizon, Snap-on Tools, PPG, Mazak, Bosch e por aí vai - e quero destacar Shell, Guide point, IZOD, Meijer, AAA, Confort Revolution, o Grupo Petrópolis na prova do Brasil e, no âmbito pessoal, a Rontan”.

Temporada número 15

Parao companheiro de equipe de Ryan Brisco e e Will Power, comprometimento de todos com o trabalho de alto nível realizado nas pistas – e fora delas - permitiu que o Team Penske fosse capaz dese apresentar até a última corrida do ano lutando pelo título, com Power, e garantiu também a permanência do mesmo trio de pilotos para 2012.

A manutenção de seu contrato com a organização de Roger Penske recebeu menção especial no balanço feito por Castroneves. “Vou para a minha 15ª temporada na Indy e ficar 13 anos numa mesma equipe, como é o meu caso na Penske, não é pouca coisa e é motivo de comemoração. Da mesma forma, ser o brasileiro com o maior número de vitórias na categoria, com 25 escaladas nos alambrados, também me deixa muito feliz, embora não tenha podido ampliar esse número em 2011. Quero compensar em 2012!”, projetou.

Outro ponto positivo que o “Homem Aranha” fez questão de frisar foi a melhoria de qualidade da etapa brasileira da IndyCar. “Nossaprova em São Paulo foi muito boa. Os problemas do primeiro ano foram superados e retornamos em 2011 para uma pista em muito melhores condições. O que para muitos foi um problema, para mim foi uma demostração da capacidade de atuar diante de uma emergência, em razão das fortes chuvas do domingo, por parte de os organizadores e da prefeitura de São Paulo”, referindo-se à ocorrência que obrigou a conclusão da corrida na segunda-feira.

Sobre o final do ano, período no qual participou da V8 Supercars (na Austrália), do Desafio das Estrelas (corrida de kart promovida por Felipe Massa) e o Rally de São Paulo, criação de Rubens Barrichello, Castroneves elencou a “realização de um sonho que tinha já há algum tempo, que era lançar no Brasil o meu livro em português, o que felizmente foi possível fazer”. Ele passa as festas no Estados Unidos e também comemora o aniversário da filha Mikaella, neste dia 28 de dezembro.

“Querodesejar a todos FELIZ ANO NOVO e que a ponto alto desses dias festivos seja a celebração do amor e da família. A minha,certamente, estará reunida novamente para comemorar os dois aninhos da minha filhinha Mikaella, um presente de Deus para alegrar a minha vida, da Adriana e de todos os que nos rodeiam”, concluiu o piloto que também é o recordista de poles entres os brasileiros da Indy, tendo largado na 1º posição em 39 oportunidades.

Posts Relacionados