Texanos param construção de circuito e criam dúvida sobre GP dos EUA

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Uma das novidades prometidas para a temporada 2012 da Fórmula 1, a volta do GP dos Estados Unidos, está ameaçada por uma disputa entre os donos do circuito que abrigaria a prova, em Austin, no Texas, e os dirigentes da categoria.

Segundo a publicação inglesa Daily Mail, os donos da pista, que ainda está em construção, querem garantias contratuais de que a prova será mesmo disputada ali. Do contrário, dizem que não continuarão as obras, que foram paralisadas.

Atualmente, os direitos da prova pertencem à empresa Full Throttle Productions, que poderia, eventualmente, optar pela realização da corrida em outro local. Os proprietários da pista de Austin, batizada de Circuito das Américas, querem que esses direitos já sejam repassados a eles.

Outra exigência é que os gastos com a prova sejam pagos antecipadamente pela FIA. O presidente da Formula One Management (FOM) - empresa que detém os direitos comerciais categoria -, Bernie Ecclestone, já respondeu negativamente à última demanda, afirmando que não gastará dinheiro com o projeto antecipadamente.

Uma nota divulgada pelos donos do Circuito das Américas afirma que o cronograma acordado com a FIA previa que os direitos já deveriam ter sido repassados a eles. Os cerca de 300 trabalhadores que estavam empregados pela obra foram dispensados por enquanto.

O dono da Full Throttle Productions, Tavo Hellmund, declarou ao Mail que sua empresa trabalhou incansavelmente para levar a prova para Austin, e que cabe aos proprietários da pista fazer o projeto acontecer antes que a paciência de Ecclestone se acabe.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados