Suíço considera teste em carro de F1 "experiência muito especial"

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Fabio Leimer não sentiu muita diferença entre guiar um F1 e um carro da GP2. Foto: Getty Images Primeiro piloto suíço a dirigir uma Sauber desde Neel Jani em 2003, Fábio Leimer comemorou seu bom rendimento no "treino de novatos", promovido ontem em Abu Dhabi. O atleta, que venceu a corrida do último sábado (12) na GP2, foi o quarto colocado, 2s320 atrás de Jean-Eric Vergne, da Red Bull.

"Foi algo muito especial pilotar para uma equipe do meu país. Apesar de nem todos serem suíços na escuderia, é muito bom ver que alguns falam sua língua, o que é bom e me ajudou a relaxar. Na pista não faz muita diferença, pois o inglês é a língua padrão, mas é bom estar em uma escuderia suíça, pois eles são muito abertos e eu realmente me senti confortável", disse o piloto.

Apesar de ser a primeira vez que pilotou um carro de Fórmula 1, Leimer admite que não sentiu muita diferença em relação aos bólidos da GP2.

"Eu achei que seria muito mais difícil de guiar nas curvas, mas a direção é muito suave, algo que eu não esperava, pois o s carros na GP2 são mais agressivos", disse.

No entanto, o suíço admitiu que ainda precisa se adaptar com as tarefas adicionais a bordo de um carro de Fórmula 1.

"O fator mais complicado nem é o lado físico. O pior que há muitas coisas para mexer dentro do cockpit. É necessário usar o KERS, a asa móvel e os mecânicos sugerem diversas mudanças durante as voltas. É algo que atrapalha um pouco enquanto você está focado na pista", concluiu.

fonte: terra.com.br
foto: getty images

Posts Relacionados