Raikkonen hesita sobre volta: "com carro de m... não dá para ganhar"

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A contratação de Kimi Raikkonen pela Williams, que já é dada como certa por parte da imprensa finlandesa, não está tão clara assim. A análise é do próprio piloto, que em entrevista à revista britânica F1 Racing negou ter vontade de voltar de qualquer maneira à categoria, lembrando que na Fórmula 1 é preciso sempre um "bom conjunto" e que com uma "m... de carro você nunca pode ganhar".

Embora não tenha citado nomes de equipe alguma, Raikkonen confirmou ter "várias opções" na F1 - dirigentes de Williams e Renault já admitiram que negociam com o finlandês. Apesar disso, ele descartou ter uma enorme necessidade de retornar à categoria, ressaltando que com uma "m... de carro você pode pilotar como nunca" e mesmo assim não brigará por vitórias.

Raikkonen, 32 anos, foi campeão na elite do automobilismo com a Ferrari em 2007 e trocou a Fórmula 1 pelo Campeonato Mundial de Rali (WRC) em 2010. Desde então não brilhou, sendo o décimo colocado da classificação geral de ambas as temporadas - as duas vencidas pelo francês Sébastien Loeb. O melhor resultado do finlandês foi o quinto lugar no Rali da Turquia do ano passado.

O piloto disse ainda que, caso sentisse saudades da F1, "estaria ali agora (mesmo)". Por outro lado, também não adiantou se continuará no WRC, apontando que competiu na categoria porque era algo que lhe despertava "curiosidade" e que não precisa necessariamente levar a sério essa categoria.

Ainda sobre a elite do automobilismo, Raikkonen admitiu que o título de 2007 é "a melhor memória de sua carreira". Questionado sobre as estrelas da atual temporada, ele contou que tem uma relação próxima com poucos corredores. Entre eles está o alemão Sebastian Vettel, definido pelo finlandês como "um bom tipo em uma boa equipe" que "seguirá ganhando se continuarem fazendo um carro vencedor para ele". 

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados