Por contrato, Raikkonen quer se tornar sócio da Williams

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

As negociações da Williams para contratar Kimi Raikkonen, campeão mundial de Fórmula 1 em 2007, atualmente competindo no Mundial de Rali, não devem ser tão simples. Segundo o jornalista inglês Joe Saward, o finlandês só aceita selar o vínculo caso se torne sócio minoritário da escuderia.

"Não é tão fácil quanto uma simples negociação entre piloto e equipe. Pelo que eu ouvi, Raikkonen quer adquirir parte da equipe", afirmou o jornalista.

De acordo com Saward, isto pode atrapalhar o acerto com o Kimi Raikkonen, já que Frank Williams não quer perder o controle do time. Apesar de em 2011 a escuderia ter aberto o capital e negociar ações na bolsa de Frankfurt, o chefe da equipe detém 50% das ações. O restante está nas mãos de Toto Wolff (16%), Patrick Head (5,8%), um grupo holandês (5%), entre outros acionistas.

No começo deste ano, a Williams estava avaliada em 246 milhões de euros (cerca de R$ 590 milhões), mas atualmente está cotada em 170 milhões de euros (R$ 408 milhões).

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados