"Nunca perdi a paixão em correr na Fórmula 1", diz Raikkonen

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Um dos grandes nomes da Fórmula 1 na última década, Kimi Raikkonen retorna à categoria em 2012. Foto: Getty ImagesLogo depois de anunciar que estava voltando à Fórmula 1 após dois anos, pela Lotus Renault, o finlandês Kimi Raikkonen já deu a sua primeira entrevista ao site oficial da equipe, nesta terça-feira. Nela, garantiu que sente muita falta de correr na principal categoria do automobilismo mundial e que motivação não falta.

"Eu não voltaria à Fórmula 1 se não estivesse motivado. Sempre se fala muito em motivação, mas ninguém realmente sabe o que eu faço ou que eu penso, exceto eu. Então, eu realmente não ligo para o que as pessoas dizem", declarou em um vídeo divulgado pela equipe.

"Eu adorei voltar. Não colocaria meu nome em um contrato se não achasse que aproveitaria tudo isso. Será interessante. Será excitante voltar", acrescentou o piloto, 32 anos, campeão mundial em 2007 com a Ferrari.
Raikkonen explicou que os dois anos correndo no Mundial de Rali e posteriormente na Nascar fizeram que ele sentisse muita falta da competitividade em um circuito. "Eu nunca perdi a paixão em correr na Fórmula 1", admitiu. "Mas eu fiz algumas corridas na Nascar no começo deste ano e comecei a sentir falta de correr com outras pessoas - porque o rali é contra o relógio, na verdade. Era isso que estava faltando", completou.

"Algumas pessoas na Fórmula 1 me ligaram e certas coisas aconteceram. Em seguida, tive uma conversa agradável com a Lotus Renault e acabei fazendo este acordo com eles, por isso, estou muito feliz com tudo", acrescentou.

O finlandês também comentou sua negociação com a Williams, que não procedeu. "Eu tinha duas opções. Seria este time ou a Williams. No final, tudo deu certo com a Lotus Renault como eu queria, então esta é a razão (de eu ter escolhido esta equipe)", finalizou.

fonte: terra.com.br
Foto: Getty Images 

Posts Relacionados