Hamilton vence em Abu Dhabi e encerra crise; Vettel abandona

domingo, 13 de novembro de 2011

Após abandono de Vettel, inglês da McLaren liderou GP de Abu Dhabi de ponta a ponta. Foto: ReutersNada de polêmicas com Felipe Massa ou declarações tristes pelo fim de namoro com a bela Nicole Scherzinger. O brilho de Lewis Hamilton, desta vez, veio pelos bons feitos dentro da pista. Após perder a pole position nos últimos segundos, ele teve mais sorte na corrida do circuito de Yas Marina. Aproveitando o abandono de Sebastian Vettel, da Red Bull, logo na primeira volta, o inglês da McLaren venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi, neste domingo, encerrando jejum de sete corridas sem um triunfo - desde o GP da Alemanha - e chegando a sua 17ª vitória na carreira. Completaram o pódio Fernando Alonso, da Ferrari, e Jenson Button, com a outra McLaren.

Felipe Massa, da Ferrari, brigou boa parte da corrida pelo seu primeiro pódio na temporada. Mas um erro na volta 49, onde girou com o carro na pista, o fez perder segundos preciosos na briga. No fim, o brasileiro teve que se contentar com o quinto lugar, atrás de Mark Webber, da Red Bull.

Destaque também para a corrida de recuperação de Rubens Barrichello. Com problemas em sua Williams durante todo o final de semana no país árabe, o veterano largou em 24º, sua pior posição de largada em toda a carreira, mas fez corrida razoável, chegando a andar na zona de pontuação, e terminou em 12º lugar. Já Bruno Senna, da Lotus Renault, mostrou irregularidade durante a disputa - chegou a ser punido com um drive-through por ignorar uma bandeira azul - e cruzou a linha de chegada apenas com o 16º posto.

A corrida
Após a pole position conquistada neste sábado, ao zerar do cronômetro do treino classificatório - igualando o recorde de Nigel Mansell, em 1992, com 14 largadas na ponta -, o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, não teve a mesma sorte e deixou a corrida logo na primeira volta.
Largando bem, Vettel logo abriu vantagem depois de poucos metros, mas viu sua sorte na corrida ser decidida após duas curvas. Ao passar sobre uma zebra, o pneu traseiro direito do carro furou e ele escapou. O bicampeão mundial ainda levou seu bólido até os boxes da equipe, mas não conseguiu voltar, já que a suspensão também acabou danificada.

É a primeira prova que o atual bicampeão mundial da Fórmula 1 não terminou nesta temporada. Até então, sua pior colocação nesta temporada havia sido um quarto lugar no GP da Alemanha. Com o abandono, o piloto da equipe austríaca também não conseguirá igualar o número de Michael Schumacher, recordista de vitórias em uma só temporada, com 13, em 2004 - Vettel só poderá chegar a 12, caso vença no GP Brasil, daqui há duas semanas.

Com o caminho livre, Lewis Hamilton, da McLaren, herdou a liderança da corrida e de lá não saiu mais. Fernando Alonso, da Ferrari - que ultrapassou Jenson Button e Mark Webber antes de completar a primeira volta, - assumiu o segundo posto. O inglês e o espanhol começaram a se destacar no pelotão de frente. Button, Webber e Felipe Massa vinham praticamente próximos um do outro. Em corrida de recuperação, Barrichello garimpava posições, enquanto Bruno Senna parou para acertos em sua Lotus Renault logo na volta 3.

Na volta 17, Hamilton e Alonso fizeram o primeiro pit stop, com o inglês voltando à frente e mantendo pequena vantagem. Com problemas na Red Bull, Webber fez parada mais longa e perdeu o quarto posto para Felipe Massa, que lutava para não deixar Button escapar no terceiro lugar.

A partir da volta 28, Button, Massa e Webber, com diferença de pouco mais de 2s entre si, duelavam por vaga no pódio. Dois giros depois, começou a batalha pelo quarto lugar, com o australiano ultrapassando o brasileiro na curva 7 e recebendo o troco poucas curvas à frente, na 11. A briga permitiu que o inglês, vice-líder do Mundial, escapasse uma posição à frente, mas já a 20s de desvantagem para o compatriota Hamilton.
Na tentativa que ganhar a posição do líder nos boxes, Alonso ficou na pista quando o rival parou na volta 41. Mesmo fazendo seu pit stop três voltas depois, o espanhol de Ferrari ainda voltou atrás e não conseguiu diminuir a diferença no restante da disputa.

Com a possibilidade de conquistar o quarto lugar, Massa rodou com sua Ferrari na 49ª volta e acabou a corrida com 25s de desvatagem para Button. Na ponta, Hamilton só administrou a vantagem após o pit stop e vibrou muito com sua terceira vitória em 2011 - somada aos GPs da China e da Alemanha.
Com a disputa pelo vice-campeonato de pilotos ainda aberta - Button está na frente, com 255 pontos, seguido de Alonso (245) e Webber (233) - a Fórmula 1 fará sua despedida da temporada 2011 no Brasil, no Circuito de Interlagos, em 27 de novembro.

Confira o resultado final do Grande Prêmio de Abu Dhabi
1. Lewis Hamilton (McLaren Mercedes) 55 voltas
2. Fernando Alonso (Ferrari): +8s4
3. Jenson Button (McLaren Mercedes): +25s8
4. Mark Webber (Red Bull Renault): +35s7
5. Felipe Massa (Ferrari): +50s5
6. Nico Rosberg (Mercedes GP): +52s3
7. Michael Schumacher (Mercedes GP): +1min15s9
8. Adrian Sutil (Force India Mercedes): +1min17s1
9. Paul di Resta (Force India Mercedes): +1 volta
10. Kamui Kobayashi (Sauber Ferrari): +1 volta


11. Sergio Perez (Sauber Ferrari): +1 volta
12. Rubens Barrichello (Williams Cosworth): +1 volta
13. Vitaly Petrov (Lotus Renault GP): +1 volta
14. Pastor Maldonado (Williams Cosworth): +1 volta
15. Jaime Alguersuari (Toro Rosso Ferrari): +1 volta
16. Bruno Senna (Lotus Renault GP): +1 volta
17. Heikki Kovalainen (Team Lotus Renault): +1 volta
18. Jarno Trulli (Team Lotus Renault): + 2 voltas
19. Timo Glock (Virgin Cosworth): + 2 voltas
20. Vitantonio Liuzzi (Hispania Cosworth): + 2 voltas

Não completaram a prova
21. Daniel Ricciardo (Hispania Cosworth): + 7 voltas
22. Sebastien Buemi (Toro Rosso Ferrari): + 36 voltas
23. Jerome d'Ambrosio (Virgin Cosworth): + 37 voltas
24. Sebastian Vettel (Red Bull Renault): + 54 voltas


Volta mais rápida
Mark Webber (Red Bull Renault): 1min42s612, na 51ª volta

fonte: terra.com.br
foto: reuters

Posts Relacionados