Ferrari cobra mudanças e ameaça: "sem nós não existe Fórmula 1"

terça-feira, 8 de novembro de 2011

O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, avisou as equipes rivais que a escuderia italiana pode deixar a Fórmula 1 em breve, dependendo da forma de elaboração de futuras regras da categoria. Montezemolo há algum tempo pede que as regras diminuam a dependência aerodinâmica dos carros, maior espaço para testes e opção de ter um terceiro carro nas equipes de ponta.

No entanto, agora o dirigente ameaçou seriamente abandonar a categoria, caso as mudanças que deseja não sejam feitas. Segundo o ferrarista, "a Fórmula 1 continua sendo a vida da equipe, mas que a categoria mais importante do automobilismo mundial não existe sem a Ferrari".

Montezemolo ressaltou a importância de mudanças nas regras sobre aerodinâmicas, já que as escuderias "estão construindo carros, e não foguetes, helicópteros e aviões". O dirigente lamentou o fato de 90% do desempenho de um carro de Fórmula 1 depender do desenvolvimento aerodinâmico.

Por último, o presidente voltou a pedir para que as equipes maiores tenham espaço para um terceiro carro, já que existem escuderias que não conseguem acompanhar o ritmo das outras, sendo dois ou três segundos mais lentas.

fonte: terra.com.br

Posts Relacionados