Ferrari celebra "melhor do mundo" Alonso e pressiona Massa para 2012

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Presidente Di Montezemolo (à esq) deu nota seis ao ano da Ferrari e comentou sobre futuro dos pilotos. Foto: Reuters No ano em que aumentou para três anos o seu jejum de títulos da Fórmula 1, a Ferrari fez um campeonato "nota seis". É essa a avaliação do próprio presidente da escuderia, Luca di Montemezolo, que em balanço da temporada ainda elogiou Fernando Alonso - o "melhor piloto em corridas" da atualidade - e pressionou Felipe Massa - que "jogará a reconfirmação" de seu potencial em 2012.

Em entrevista à rádio da rede italiana Rai, Di Montezemolo fez um balanço da temporada. Completando seu 20º ano na presidência da montadora, o dirigente, 64 anos, não vence o Mundial de Pilotos desde 2008 e o de Construtores desde 2007. O jejum é o maior da história da equipe desde o início da era Michael Schumacher - entre 1979 e 2000, os italianos ficaram sem triunfar na competição individual e entre 1983 e 1999 viveram um tabu na categoria por equipes.

Em 2011, a escuderia é a terceira melhor do ano e tem Alonso como o terceiro colocado entre os pilotos, com 245 pontos, enquanto que Massa é o sexto, com 108. A temporada, segundo Di Montezemolo, mereceria nota cinco, que se transforma em seis "pelo empenho e pela vitória (do espanhol) em Silverstone exatamente 60 anos depois do primeiro sucesso na F1 da Ferrari".

O presidente ainda previu um "carro muito competitivo" para a próxima temporada, dizendo ter "confiança" em seus funcionários. Especialmente em Alonso, que de acordo com o dirigente "continua o melhor piloto do mundo em corridas", embora o alemão Sebastian Vettel seja o atual bicampeão da categoria com a Red Bull.
Seguro na Ferrari, o espanhol tem contrato até 2016, enquanto que Massa vê seu vínculo expirar no ano que vem. Di Montezemolo elogiou o brasileiro, apontando que não se pode "colocar em discussão um piloto que há menos de três anos estava vencendo o Mundial e que sempre foi veloz e competitivo mesmo que ele não tenha tido uma temporada positiva e afortunada". A referência era ao campeonato de 2008, o qual o inglês Lewis Hamilton ganhou com um ponto de vantagem sobre o paulista.

O italiano disse ainda que espera uma "satisfação" por parte de Massa no Grande Prêmio do Brasil, que ocorre neste fim de semana no circuito de Interlagos, e "um grande 2012". Ao final, ele confirmou que o próximo Mundial será decisivo para o futuro do brasileiro, que "jogará a reconfirmação" de seu desempenho. Depois do campeonato, Di Montezemolo "avaliará o que fazer" quanto ao futuro do corredor.

fonte: terra.com.br
foto: reuters

Posts Relacionados